Após a decisão do presidente do STF, Antonio Dias Toffoli, que determinou a Lava Jato a compartilhar dados com a PGR, o site Vortex, que opera como ‘assessoria de imprensa’ da Lava Jato, publicou um suposto vazamento de uma delação contra o presidente do STF

247 – Deltan Dallagnol e a Lava Jato demonstraram contrariedade com a decisão do STF em determinar o compartilhamento de informações da operação com a PGR e partiram para um vale-tudo digno de filmes de máfia: vazaram uma suposta delação contra o presidente da mais alta corte brasileira.

A reportagem do site DCM destaca que “com um incrível timing, o site publicou uma matéria com o título “OAS bancou reforma na casa de Toffoli, registra planilha da empreiteira” e outra, “Odebrecht fez pagamentos a Toffoli quando ele era advogado-Geral da União, disse Marcelo Odebrecht à PGR”.”

A matéria ainda informa que “em outra matéria, o site cita uma suposta “captura política da PGR”. As matérias foram publicadas poucas horas depois do vazamento da abertura de inquérito contra a irmã do presidente do STF. O site é comandado por Diego Escosteguy, lavajatista que antecipou a condução coercitiva de Lula.”