Brasil 247 – A Procuradoria Regional Eleitoral do Paraná (PRE-PR) pediu à Justiça Eleitoral a cassação do diploma e a inelegibilidade por oito anos do deputado federal Fernando Francischini (PSL-PR). Aliado de Bolsonaro, Francischini é alvo de uma ação de investigação judicial que o denuncia por ter impulsionado a própria candidatura com base em notícias falsas que questionavam a lisura das eleições.

A reportagem do site Congresso em Foco destaca um trecho do documento de acusação: “o uso abusivo dos meios de comunicação, no caso a internet, para divulgação de notícias falsas e sabidamente inverídicas relativas a ‘fraudes’ em urnas eletrônicas, certamente foi capaz de prejudicar a livre manifestação da vontade política popular, demonstrando a potencialidade de as condutas ilegais beneficiarem candidato – o próprio Francischini, bem como seu partido político – PSL.”