The Intercept publica trechos do inquérito que levou quatro ambientalistas do Pará à prisão por considerá-los responsáveis por incêndios florestais na região de Alter do Chão. De acordo com o site, este inquérito é recheado de conclusões estapafúrdias sem embasamento em provas

247 – O site The Intercept publica nesta sexta-feira trechos do inquérito que resultou na prisão de quatro ambientalistas paraenses acusados de provocar incêndios dlorestais. Naseado em gfalsidades, a peça “parece apenas um ato de ficção com destino certo: movimentar as turbas pró-Bolsonaro nas redes, incendiadas por personagens irresponsáveis como a deputada Carla Zambelli e o próprio presidente da República”.

Na opinião do Intercept, “o inquérito parece destinado à lata do lixo: não há nele qualquer prova material que comprove a autoria dos incêndios. Mas causou estragos na vida dos ambientalistas e na imagem das ONGs que combatem incêndios na Amazônia”.

A farsa, porém, durou pouco mais de 48 horas e os acusados já estão soltos. O delegado responsável pela investigação foi afastado pelo governador do Pará, Helder Barbalho.