Baterias anti mísseis da Síria derrubaram um caça israelense que bombardeava cidades sírias, utilizando o espaço aéreo do Chipre do Norte. 

O caça F16 caiu e explodiu no Chipre do Norte nesta segunda-feira (1º), em meio aos ataques de mísseis na Síria, confirmaram as autoridades locais. Caças israelenses realizaram ataques a cidades sírias. Muitos mísseis foram abatidos pela artilharia síria, mas um míssil conseguiu atingir a cidade de Sehanaya causando mortos e feridos.

“As descobertas iniciais indicam que o objeto que causou a explosão foi uma aeronave carregando explosivos ou um explosivo direto [míssil]”, escreveu Kudret Ozersay, ministro das Relações Exteriores do Chipre do Norte.

O caça israelense estava em missão de bombardeio à cidade de Sehanaya mas foi abatido por um míssel S-200 da Síria. O piloto israelense morreu no local da queda e explosão da aeronave.

O caça israelense foi abatido após bombardear a cidade síria de Sehanaya, assassinando quatro civis e ferindo mais de 20 pessoas, na maioria crianças. Ataques covardes à população civil da Síria tem sido realizados por Israel nos últimos anos, sob silêncio total – ou cumplicidade – das Nações Unidas.