O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni autorizou nesta quarta-feira, em Curitiba, que 15 municípios do Estado iniciem os procedimentos legais para obtenção de pouco mais de R$ 20 milhões em financiamentos do governo junto à Fomento Paraná.  A liberação foi autorizada pelo governador Beto Richa, que não participou da cerimônia por problemas de agenda.

“Atualmente, o governo está executando mais de três mil obras em todos os municípios, como a construção ou ampliação de unidades de saúde e escolas, melhoria em infraestrutura ou compra de equipamentos, por exemplo. Não olhamos o partido dos prefeitos. Quem cumprir as metas exigidas pelo governador Beto Richa está apto a fazer parcerias com o governo”, disse Rossoni.

Ele também determinou aos prefeitos que façam audiências públicas para que a população tenha a possibilidade de ajudar a decidir quais obras são prioritárias e também fiscalizá-las.

“Cada município receberá uma cartilha explicando como as audiências devem ocorrer. A Casa Civil vai fiscalizar isso porque queremos ampliar a participação democrática da população sobre os recursos liberados pelo executivo estadual”, garantiu.

O presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho, reforçou que, mesmo diante da crise econômica, o Paraná é um dos poucos estados do país que hoje consegue fazer parcerias com os municípios. “Fizemos enormes sacrifícios com o ajuste fiscal justamente para que o Estado hoje estivesse equilibrado e pudesse ajudar as prefeituras com recursos para obras que vão melhorar muito a vida da população”, explicou.

OBRAS – Em Florestópolis, que deve receber R$ 1 milhão, parte dos recursos será destinada para o asfaltamento e melhorias nas ruas do Bairro Jardim das Flores. “É um sonho antigo dos moradores”, disse o prefeito Nelson Júnior.

Já em Itaúna do Sul, que recebeu liberação para financiar R$ 750 mil, o objetivo é asfaltar o Conjunto Colibri, o mais antigo da cidade. “Daremos um grande salto na qualidade de vida das pessoas que moraram no local há mais de 20 anos”, garantiu o prefeito Evandro Marcelo Da Silva.

Natanael Moura Santos, prefeito de Curiúva, poderá financiar R$ 2 milhões. “Vamos usar todo o recursos em asfalto. Em especial na recuperação da Avenida Antônio Cunha, que é a principal da cidade”, adiantou.