O governador Beto Richa anunciou a duplicação da PR-466 no perímetro urbano de Guarapuava e o início da pavimentação da PR-239, entre Pitanga e Mato Rico, na região central do Paraná. O anúncio foi feito no Palácio Iguaçu, durante encontro do governador com prefeitos da Associação dos Municípios do Centro do Paraná (Amocentro), com a participação do secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

O Governo do Estado irá investir R$ 38,5 milhões, financiados pelo Banco do Brasil, na duplicação e construção de viadutos em 3,5 quilômetros da PR-466. Na PR-239, o investimento inicial é de R$ 20 milhões para a pavimentação de cerca de oito quilômetros. O recurso é da contrapartida do Estado para o financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que está em tratativa. O projeto total custará R$ 132 milhões e prevê a pavimentação 43 quilômetros da rodovia.

“Temos investido fortemente para melhorar a infraestrutura e logística no Paraná, o que garante o desenvolvimento sustentável e vigoroso do Estado e riquezas para esses municípios”, afirmou o governador. “As regiões que têm o maior entroncamento rodoviário são as mais desenvolvidas. No Centro do Estado, porém, observamos uma precariedade nas poucas rodovias que existem ali. Há uma demanda muito forte por duplicação e pavimentação, e nós estamos atentos a isso”, ressaltou.

De acordo com o secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, a secretaria está finalizando os editais para as obras na PR-239, enquanto a duplicação da PR-466 já está com o recurso garantido do Banco do Brasil. “A obra na PR- 466 será em uma região densa da cidade, com muitos conjuntos habitacionais e onde também fica o Hospital Regional, que está sendo finalizado pelo Governo do Estado”, disse.

HOSPITAL REGIONAL – O prefeito de Guarapuava, César Silvestri Filho, também ressaltou que a PR-466 passa pelo Hospital Regional de Guarapuava. “Esta obra era uma grande expectativa nossa e o trecho da rodovia é essencial para viabilizar o acesso ao Hospital Regional”, disse ele. “Este conjunto de investimentos do Estado, tanto na infraestrutura como em saúde, dá a Guarapuava a condição de poder atender as necessidades de toda a região”, disse.

PRODUÇÃO E SEGURANÇA – Mato Rico é um dos únicos municípios do Paraná que não tem seu acesso pavimentado. O prefeito e presidente da Amocentro, Marcel Mendes, destacou que os investimentos na malha rodoviária trarão mais desenvolvimento da região e irão melhorar o escoamento da produção agrícola.

“A região central é uma das mais produtivas do Estado, mas uma das mais deficitárias na questão da infraestrutura. Com as obras anunciadas pelo Governo do Paraná, teremos mais capacidade de escoamento e mais segurança para quem trafega por essas rodovias. Isso oportuniza mais condições de desenvolvimento”, disse Mendes.

Ele explicou que os projetos para a pavimentação da ligação a Mato Rico iniciaram há três anos. “É uma necessidade de interligação municipal que hoje ainda é feita por estrada de terra. Temos dificuldade para o escoamento da produção e os jovens ainda vão para a escola na estrada de poeira. Esse projeto fará grande diferença para o município”, salientou.

BID ¨C O Governo do Estado pleiteia junto ao BID um financiamento de US$ 235 milhões para o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Estado, que prevê uma série de obras em rodovias do Paraná, como construção de contornos, pavimentação de novas rodovias e também duplicações. O Estado entra com contrapartida de US$ 200 milhões.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário-chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; o presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), Nelson Leal Junior; os deputados estaduais Cristina Silvestri, Pedro Lupion, Bernardo Ribas Carli e Alexandre Curi e prefeitos da região.

 

Agência Estadual de Notícias