Prefeito Rafael Greca com o secretário de Finanças, Vitor Puppi e o vereador Oscalino do Povo, entrega prêmio do Nota Curitibana para o Hospital Pequeno Príncipe. Foto: Pedro Ribas/SMCS

Um psicólogo, uma advogada e um analista judiciário foram os ganhadores do 18º sorteio do Nota Curitibana, programa que incentiva a emissão de nota fiscal na área de serviços, contribui para inibir a sonegação de impostos e distribui prêmios para o contribuinte. Os cheques foram entregues nesta segunda-feira (9/9) pelo prefeito Rafael Greca, no Palácio 29 de Março.

Bruno Almeida foi o ganhador do prêmio de R$ 50 mil, Isabel Cristina Storrer Weber ganhou o segundo, de R$ 20 mil, e Roberto Marini Steck o terceiro, de R$ 10 mil.

Desta vez, o Hospital Pequeno Príncipe foi premiado duas vezes. A instituição foi indicada pelos ganhadores do segundo e do terceiro prêmio. O vencedor do primeiro prêmio não indicou nenhuma entidade.

O hospital ganhou um prêmio de R$ 10 mil e outro de R$ 5 mil. “É um hospital que completa 100 anos no mês que vem e que está presente na história da cidade”, disse o prefeito, que entregou os prêmios acompanhado pelo secretário de Finanças, Vitor Puppi.

“Como 60% dos nossos atendimentos são pelo SUS, temos todo ano que completar nossos recursos por meio de captação. Um prêmio como esse é muito importante para a continuidade dos nossos trabalhos”, disse Rodrigo Bonfim, coordenador de relações institucionais. Ele recebeu o prêmio com o supervisor de captação de recursos, Denis Carneiro.

Pelas regras do programa Nota Curitibana, ao participar do sorteio, o contribuinte pode indicar até duas entidades sociais, que vão ganhar o equivalente à metade do prêmio do sorteado.

“Tenho uma relação afetiva com o hospital. Todo mundo que tem filhos passou pelo menos uma vez no Pequeno Príncipe”, disse Isabel Cristina, que indicou a entidade. Ela, que ganhou R$ 20 mil, diz que acha importante o prêmio por educar o cidadão a pedir CPF na nota. “Estamos pagando esse imposto, nada mais justo pedir nota”, disse.

Para o ganhador do primeiro prêmio, os R$ 50 mil vieram em boa hora.

“Roubaram meu carro há 15 dias e esse recurso vai me ajudar a repor essa perda e, além disso, ajudar a família”, disse Bruno Almeida.

O analista Roberto Marini Steck disse que sempre insiste para que o estabelecimento registre o CPF na nota. “Alguns ainda resistem, mas está ficando mais fácil e automático”, afirmou.

O sorteio

Concorreram neste sorteio 1.190.404 bilhetes para 62.611 pessoas. Os cupons são referentes às notas pedidas no mês de junho de 2019.

Lançado no ano passado, o Nota Curitibana já distribuiu R$ 4,31 milhões em prêmios, com 109.113 cidadãos cadastrados e 119.861 estabelecimentos emitentes.

Como participar

Para participar dos sorteios do programa, o contribuinte precisa fazer um cadastro no site do Nota Curitibana e informar o CPF na emissão da nota fiscal.

É possível pedir o CPF na nota em estabelecimentos do setor de serviços, como oficinas mecânicas, escolas, cursos educacionais, academias, gráficas, salões de beleza, pet shops, estacionamentos.

É gerado um bilhete na primeira nota fiscal eletrônica do mês, independentemente do valor, e, na sequência, a cada R$ 50, com validade para o mês do respectivo sorteio.

Além dos prêmios, os participantes podem abater até 30% do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).