Professora Lucimar Rosa Dias coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação para as Relações Étnico-Raciais da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Foto: Reprodução de vídeo

Viomundo –  Na noite dessa sexta-feira (06/03), a Câmara Municipal de Curitiba realizou sessão solene para celebrar o  Dia Internacional da Mulher, comemorado neste 8 de março.

As vereadoras homenagearam 31 mulheres que se destacaram em diferentes setores.

As indicadas pela Professora Josete (PT) foram Lucimar Rosa Dias, Leonete Maria Spercoski Ribas, Karollyne Nascimento e Maria Meira.

Lucimar Rosa Dias é professora. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação para as Relações Étnico-Raciais da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Mal sabia Lucimar que 14 horas após festejar o prêmio seria alvo do racismo e discriminação que ela tanto denuncia.

Seguranças do Mercado Rei do Queijo,em Curitiba,  acusaram-na de roubo.

O Rei do Queijo é no anel central de Curitiba, próximo ao Mercado Municipal.

“Lucimar ficou assustada, nervosa, surpresa, confusa, ficou sem saber se ia pra casa ou voltava ao mercado, se gritava ou corria, se chorava ou xingava”, conta Lara Sfair, jornalista voluntária do Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia, em artigo publicado na página do CAAD.

Lucimar contatou então sua rede de apoio e foi atendida por advogadas voluntárias.

Foi feito o Boletim de Ocorrência (na íntegra, ao final).

A professora Lucimar está decidida a ir às últimas consequências.

Racismo é crime!

O Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPR apoia-a integralmente: Professora Lucimar, sua luta é nossa luta!.