Foi realizada nesta sexta-feira, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, a solenidade de transmissão do cargo de governador ao presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Renato Braga Bettega. Ele permanece na função até quinta-feira (19), em razão da viagem que a governadora Cida Borghetti fará aos Estados, onde cumpre agenda oficial em Washington e Nova Iorque, de 14 a 18 de julho. 
Renato Braga Bettega afirmou que dará continuidade à regularidade da vida institucional do Executivo. “É uma honra ter a oportunidade de representar todos os magistrados assumindo como governador interino. Trata-se de um desafio que cumprirei com muita responsabilidade e seriedade”, afirmou Bettega.
O desembargador destacou que a medida também reflete a confiança e a conduta republicana entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “A boa relação entre os poderes permite, através do diálogo institucional, que haja um fortalecimento constante da nossa democracia”, afirmou.
O desembargador Arquelau Araújo Ribas será o presidente em exercício do Tribunal de Justiça.
AGENDA – Na capital norte-americana, a governadora se reúne com a diretoria do Banco Mundial para debater o cronograma da execução das obras e ações relacionadas ao projeto financiado pela instituição. Em Nova Iorque, a agenda é no Fórum de Alto Nível Político sobre Desenvolvimento Sustentável, que ocorrerá na sede das Organizações das Nações Unidas (ONU), nos dias 17 e 18 de Julho. A governadora também participará de uma mesa redonda sobre inovação com representantes da iniciativa privada para prospectar novos investimentos e parcerias para o Paraná.
PRESENÇAS- Participaram da solenidade de transmissão de cargo o presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Paraná, Arquelau Araújo Ribas; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Luiz Taro Oyama; o corregedor-geral do TJPR, Rogério Kanayama; o vice-presidente da Associação dos Magistrados do Paraná, desembargador Emanuel Coimbra de Moura; o presidente da OAB-PR, José Augusto Araújo de Noronha; os deputados federais Ricardo Barros, Alfredo Kaefer e Hidekazu Takayama, o deputado estadual Rubens Recalcatti, o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel; a comandante-geral da Polícia Militar, coronel Audilene Dias Rocha; o presidente do BRDE, Orlando Pessuti; a ex-governadora Emília Belinati, os secretários de Estado João Luiz Fiani (Cultura); Julio Felix (Segurança); Paulo Rossi (Trabalho), Dilceu Speráfico (Casa Civil).