O Projeto de lei do Executivo altera a estrutura administrativa da prefeitura, reduzindo secretarias municipais e redistribuindo competências entre os órgãos. A proposição tem 43 artigos e dialoga com diversas normas existentes, extinguindo cinco secretarias municipais.

O projeto da Prefeitura de Curitiba reduz o número de secretarias-meio de 4 para 2, extinguindo a de Informação e Tecnologia e fundindo pastas de Administração e de Gestão Pessoal (Smap) e a de Planejamento, Finanças e Orçamento (SMF). Quanto às secretarias-fim, caem de 11 para 8, com a eliminação das pastas de Assuntos Metropolitanos e de Trabalho e a fusão do Trânsito com a de Defesa Social. A de Abastecimento passa a se chamar Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN).

A tramitação pelas comissões temáticas ainda não foi definida, pois o projeto está sob análise da Procuradoria Jurídica para instrução.