As escolas da rede municipal de ensino de Curitiba vão ganhar, a partir de março, novos kits de robótica para os estudantes. Foto: Levy Ferreira/SMCS

As escolas da rede municipal de ensino de Curitiba vão ganhar, a partir de março, novos kits de robótica para os estudantes. É o microduíno, que permite a montagem de diversos protótipos e programação de robótica. A iniciativa integra os investimentos da Prefeitura de Curitiba em robótica educacional. São R$ 650 mil para que 94 escolas possam iniciar o trabalho com um novo kit de programação e robótica adaptável a sistemas e materiais de diversas composições.

A nova tecnologia será utilizada pelas escolas para ampliar as ações já desenvolvidas. “É possível montar navios, aviões, robôs, enfim, tudo o que se pode imaginar. As peças são de fácil encaixe e esses itens vão enriquecer o material que as escolas já possuem para trabalhar com robótica”, explica Estela Endlich, coordenadora de Tecnologias Digitais e Inovação da Secretaria Municipal da Educação.

“Isso permite que os estudantes desenvolvam habilidades de raciocínio que serão úteis para toda vida”, completa Estela.

Módulos

A nova tecnologia adotada pela rede municipal para o trabalho com robótica inclui um conjunto completo de módulos, sensores e mecanismos, que pode ser utilizado para programação através de diferentes softwares e com benefícios de aprendizagem a todas as idades.

Estela esclarece que o trabalho com a robótica educacional na rede municipal de ensino de Curitiba vai muito além da construção de projetos e programação de robôs. “São desenvolvidas ações e projetos que proporcionam um aprendizado prático, desenvolvendo no estudante a capacidade de pensar e achar soluções aos desafios propostos”, afirma.

As unidades escolares que tiverem interesse no novo kit devem se manifestar até o dia 20 de fevereiro.