Foto: Valdecir Galor/SMCS

Começaram nesta semana as obras de dragagem para desassoreamento do lago do Parque São Lourenço. A equipe deve finalizar o trabalho em cerca de cinco meses, de acordo com o diretor de Parques e Praças da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Jean Brasil.

O contrato da secretaria com a empresa contratada para o serviço, no valor anual de R$ 3 milhões, engloba os serviços em lagos urbanos de outras unidades de conservação da cidade. “Nossa previsão é de seguir com os lagos do Parque Bacacheri, Bosque Alemão, Parque Barreirinha e Parque Barigui”, enumera o diretor.

O material orgânico depositado no fundo dos lagos e retirado nos trabalhos de dragagem é formado principalmente pelas chuvas, que movimentam terra, folhas, galhos e areia. A dragagem aumenta a capacidade do lago para contenção de cheias, além de melhorar a qualidade da água dos rios da cidade.

Bacia do Belém

A dragagem do lago do São Lourenço também faz parte das ações de revitalização da Bacia do Rio Belém, que passa pelo parque, medida incluída no Programa Amigo dos Rios, da Prefeitura de Curitiba.

O Amigo dos Rios é um amplo programa que teve origem na aprovação do Plano Municipal de Saneamento Básico, em dezembro de 2017, e no novo contrato de saneamento da cidade, firmado em junho de 2018 com a Sanepar.

O novo contrato garante investimentos de R$ 3,5 bilhões em 30 anos, além de repasses para o Fundo Municipal de Saneamento Básico, que financia as ações de fiscalização e educação ambiental. Além de obras de modernização e ampliação de rede, são realizadas ações sensibilização envolvendo todos os setores da comunidade.