Três agentes visitaram o acampamento para fazer a entrega; No interior de São Paulo, meia tonelada de alimentos foram arrecadados

 

Um grupo de sete policiais civis fez uma vaquinha para comprar alimentos que foram doados para apoiar o acampamento da vigília Lula livre. A entrega foi feita na quarta-feira (11) por três delas. “Também tem gente de esquerda na polícia”, disse a escrivã Carolina Leone.

Juntamente com as colegas Giuliana Javorski e Jamile Sousa, Carolina entregou pacotes de café, leite, pão, biscoitos e margarina. “Esse acampamento é muito importante na defesa do Estado de Direito. A prisão do Lulatem uma símbologia negativa muito forte”, afirmou Jamile.

Carolina diz que Lula foi o presidente que mais olhou para as pessoas que mais precisam. “Ele deu acesso a escola e emprego”, diz

Para Giuliana, nos governos Lula “tudo melhorou no País. “Sou Lula porque precisamos restaurar a democracia no Brasil”, afirma.

No interior de São Paulo, militantes de São José dos Campos iniciaram uma campanha de arrecadação para fortalecer os militantes que seguem em vigília nos arredores do prédio daPolícia Federal. Só na quarta-feira, meia tonelada de alimentos foram arrecadados.

Por Luis Lomba