O vereador Pier Petruzziello (PTB) confirmou a inclusão das pessoas com transtorno no espectro autista como grupo prioritário para receber a vacina contra a gripe em Curitiba. “Algumas pessoas com autismo já receberam a vacina porque se enquadram em outros grupos, como no caso de crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, mas agora conseguimos garantir que toda pessoa com diagnóstico de TEA, independente da idade, poderá ser vacinado”, disse Pier que levou a proposta a Secretaria Municipal de Saúde.
 
Segundo o vereador, trata-se de uma vitória muito importante para as famílias que apresentam casos de TEA entre seus membros e só foi possível graças ao “excelente trabalho que equipe do Departamento de Atenção a Saúde vem desempenhando dentro da linha de cuidado com o autismo”, disse Pier.
A campanha de vacinação contra gripe começou em 28 de abril e o Ministério de Saúde adianta que além de idosos, crianças, gestantes e funcionários da educação e saúde, também são contempladas as pessoas com doenças crônicas, entretanto, não incluía as pessoas com deficiência nem com TEA, o que passa a vigorar agora em Curitiba.
A gripe apresenta graves riscos para quem não é diagnosticado e medicado da forma correta, por isso a atenção especial a campanha de vacinação que vai até dia 1º de junho. A meta do Ministério de Saúde é vacinar 90% das pessoas que fazem parte dos grupos de risco e o grupo com menor adesão até o momento é o das crianças.

(foto: CMC)