“Há mais de 40 anos que o Paraná busca o fim da vacinação contra febre aftosa. Foi um processo longo que envolveu o compromisso dos setores público e privado. A certificação pela Organização Mundial de Saúde Animal  é o coroamento de todo este esforço” – do presidente da Faep, Ágide Meneguette, sobre OIE declarar o Paraná livre da febre aftosa. As informações são da Coluna ADI-PR.

Em janeiro e agosto de 2018, técnicos do Ministério da Agricultura avaliaram programas, estrutura, capacidades técnica, financeira e administrativa do serviço de vigilância da sanidade agropecuária paranaense. O serviço foi o mais bem avaliado do Brasil, melhor até que Santa Catarina – único estado que já goza do status livre de febre aftosa sem vacinação. O Paraná superou a pontuação da auditoria do Mapa em 48% dos quesitos e alcançou a pontuação necessária em 35%.