Com mais de R$ 650 milhões em investimentos, o Governo do Paraná garante a duplicação de 100 quilômetros (km) de rodovias estaduais (PRs). As obras e projetos concluídos, iniciados e encaminhados para licitação desde abril de 2018 permitirão dobrar a atual extensão de pistas duplas no sistema rodoviário estadual sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR).

“Investimos fortemente na ampliação de capacidade da nossa malha rodoviária, eliminando pontos críticos de congestionamentos e acidentes”, afirma a governadora Cida Borghetti. “Atendemos demandas antigas dos paranaenses para desafogar as estradas mais movimentadas”, acrescenta.

Desde que Cida assumiu o Governo do Estado, foram finalizados 14 km de duplicação e iniciados 47,9 km de obras. Há ainda uma intervenção de 4,7 km que espera uma decisão judicial para o começo dos trabalhos. Entre projetos e obras com editais de licitação lançados ou em preparação, são mais 33,4 km.

“Com as ações realizadas na gestão Cida Borghetti, estamos garantindo a duplicação de todas as ligações entre Curitiba e os municípios da região metropolitana”, destaca o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion.

Obras e projetos por região:

CURITIBA – Em maio, a governadora autorizou a retomada da duplicação do trecho de 6,2 km da Rodovia da Uva (PR-417), conhecido como Lote 2, entre o Contorno Norte de Curitiba e a Rua Orlando Ceccon, em Colombo. O investimento é de R$ 32 milhões.

Em novembro, o DER-PR publicou o edital de licitação para contratação do projeto para duplicação do Lote 1. São mais 4,2 km, entre o bairro Santa Cândida e o Contorno Norte. Com teto de R$ 1,7 milhão, as propostas serão abertas no dia 15 de janeiro de 2019.

Ainda na Região Metropolitana de Curitiba, o investimento na revitalização e duplicação dos 14 km da Rodovia João Leopoldo Jacomel (PR-415), principal ligação entre a capital, Pinhais e Piraquara, totaliza R$ 250,7 milhões.

Já a duplicação de 4,7 km da Rodovia dos Minérios (PR-092) entre a ponte do Rio Barigui e o perímetro urbano de Almirante Tamandaré aguarda desfecho da ação judicial movida por uma das licitantes após a homologação, em abril. Além disso, o DER-PR analisa o projeto para licitar a obra de mais 1,2 km na PR-092, estimada em R$ 45 milhões.

LONDRINA – O Estado investe R$ 93,4 milhões na duplicação dos 15,2 km entre Londrina e o distrito de Irerê. A obra começou no final de junho e está na fase de terraplanagem e drenagem. Estão sendo lançadas vigas para as pontes em construção nas marginais.

GUARAPUAVA – A duplicação de 3,4 km da PR-466 no perímetro urbano da cidade recebe aporte de R$ 26,9 milhões. Iniciada no fim de abril, está na fase de pavimentação. Já ficou pronta a trincheira de acesso à Cidade dos Lagos e estão em execução duas marginais.

MARINGÁ – No final de novembro, começou a duplicação da PR-323, entre Paiçandu e Doutor Camargo, com extensão de 20,7 km. Esta licitação foi autorizada pela governadora em maio. A obra de R$ 73,2 milhões está na fase de limpeza e drenagem.

Em setembro, Cida Borghetti recebeu da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) a doação do anteprojeto para duplicar os 21 km da PR-317 até Iguaraçu, que terá projeto e obra licitados via RDCI (Regime Diferenciado de Contratação Integrado).

LITORAL – Em julho, foi lançado o edital para duplicação de 2,4 km da Avenida Juscelino Kubitscheck de Oliveira e readequação do canal de macrodrenagem. O contrato com a vencedora da licitação já está assinado, no valor de R$ 34,5 milhões.

PONTA GROSSA – O DER-PR prepara o edital para contratar o projeto de ampliação de capacidade da PR-151 entre Ponta Grossa e Palmeira, que inclui a duplicação de 7 km entre a BR-376 e a PR-438. Com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o custo previsto é de R$ 4,7 milhões.