É muito comum você ver na mídia um discurso de subestimação ou ridicularização das forças armadas da Coreia do Norte.

Quando não subestimam, resolvem colocar em questão o funcionamento dos equipamentos. Em abril desse ano a mídia interpretou os novos mísseis apresentados na parada militar como falsos, “carcaças vazias”, “não voam nada”. Há algumas semanas a Coreia resolveu não só testar um desses mísseis como também colocou uma câmera nele, que captou o planeta Terra desde o espaço, provando que eles voam sim e sabem chegar ao alvo determinado.

Quando a Coreia do Norte testou sua primeira bomba atômica, a imprensa negou o fato, até que os sismógrafos japoneses confirmaram que havia sido uma explosão nuclear no subsolo, em área de treino da RPD Coreia.

O marechal Kim Jong Un assiste a teste de lançamento de míssil balístico de submarino norte-coreano
Aqui está uma lista muito simples dos 10 países que mais possuem submarinos. Surpreendentemente, para a maioria das pessoas, é a República Popular Democrática da Coreia a maior marinha submarina do mundo. São 76 submarinos. Desde 2015 os submarinos passaram por grandes modernizações e novos modelos foram criados. O resultado: hoje a Coreia Socialista possui submarinos capazes de lançar mísseis intercontinentais, o que é uma grande arma que somente grandes potências possuem.

Importante frisar que a posse de numerosos submarinos capazes de lançar mísseis é uma grande cartada da Coreia e a coloca em relação de vantagem frente a praticamente todos os países. Caso os Estados Unidos da América ataquem o território coreano, um submarino escondido na costa estadunidense pode facilmente bombardear qualquer parte do território dos EUA.

A lista vem do site Global Fire Power e usa como fontes dados vindos do site da CIA, CIA World Factbook e de mídias ocidentais, as mesmas que adoram desmerecer a capacidade da Coreia Juche de lançar um ataque aos EUA.

Lucas Rubio