Deputada rebelde, ligada aos movimentos que propõem o Green New Deal e sustentaram Sanders, protesta: Deixem a hipocrisia. Enfrentem a desigualdade, o descaso com a pandemia e o racismo da polícia. É o caminho para a paz

Outras Palavras

Por Alexandria Ocasio-Cortez | Tradução: Simone Paz

Se você deseja o fim dos levantes, mas não acredita que o acesso à saúde seja um direito humano, se você tem medo de dizer que vidas negras importam, se você tem medo demais para denunciar a brutalidade da polícia, então você não quer o fim das revoltas.

Você quer que a injustiça continue e que os seus continuem a apoiar a violência da pobreza, a violência da falta de acesso a moradia, a violência da brutalidade policial e que não se fale mais sobre isso.

É isso o que você quer.

Em meio à crise civilizatória e à ameaça da extrema-direita, OUTRAS PALAVRAS sustenta que o pós-capitalismo é possível. Queremos sugerir alternativas ainda mais intensamente. Para isso, precisamos de recursos: a partir de 15 reais por mês você pode fazer parte de nossa rede. Veja como participar >>>

Então, se você pede por um fim do conflito, é bom você também exigir o acesso à saúde como um direito humano, que você peça mais responsabilidade do nosso sistema policial, é bom você começar a apoiar os conselhos de avaliação da sua comunidade, é bom você apoiar o fim da discriminação habitacional, é melhor você se posicionar contra as imobiliárias — que, com seus fins lucrativos, intimidam pessoas para expulsá-las de suas casas.

É melhor você pedir tudo isso. Porque se você não exige essas coisas, mas quer o fim do conflito, tudo o que você quer é a continuação de uma opressão silenciosa.

Eu não consigo lidar com pessoas que dizem “precisamos acabar com o conflito, precisamos acabar com essa violência”, como se cobrar mil dólares por mês de uma pessoa que precisa de insulina para sobreviver não fosse violento.

Isso é violência. E deixar que as pessoas morram dentro desses sistemas é muito errado.

Se você não sentia a urgência em relação a essas questões até ver uma propriedade danificada, então precisamos nos perguntar: “por que tantas pessoas estavam tranquilas, ignorando esses problemas, até que viram uma janela ser quebrada?”

Por que isso precisa acontecer para as pessoas prestarem atenção?

Não deveria ser assim. E o que precisamos é de um compromisso para que esses problemas sejam resolvidos antes de que cheguem a tal ponto. Quando a nossa sociedade conseguir fazer isso, viveremos num mundo melhor.