Arthur Lula da Silva, neto de Lula, de apenas sete anos, faleceu nesta manhã, em São Paulo, de meningite; diante disso, o Poder Judiciário, que mantém Lula como preso político há quase um ano, será mais uma vez testado; há poucas semanas, Lula foi impedido de assistir ao velório de seu irmão Genival Lula da Silva, o Vavá; Lula foi preso porque venceria as eleições presidenciais de 2018 e as forças que deram o golpe de 2016 tomaram a decisão de mantê-lo em cativeiro para levar adiante um programa de entrega das riquezas nacionais e retirada de direitos dos trabalhadores e aposentados; Arthur nasceu quando Lula se curava de um câncer

Brasil 247 “Neto do ex-presidente Lula, preso em Curitiba, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, acaba de falecer no Hospital Bartira,  do grupo D’Or, em Santo André. Deu entrada hoje, pela  manhã, com febre alta. Foi diagnosticado com quadro infeccioso de meningite meningocócica e não resistiu. Os pais da criança são Marlene Araujo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente e da ex-primeira-dama Marisa Letícia”, informa o jornalista Ancelmo Gois.

Diante disso, o Poder Judiciário, que mantém Lula como preso político há quase um ano, será mais uma vez testado. Há poucas semanas, Lula foi impedido de assistir ao velório de seu irmão Genival Lula da Silva, o Vavá. Lula foi preso porque venceria as eleições presidenciais de 2018 e as forças que deram o golpe de 2016 tomaram a decisão de mantê-lo em cativeiro para levar adiante um programa de entrega das riquezas nacionais e retirada de direitos dos trabalhadores e aposentados. Arthur nasceu quando Lula se curava de um câncer.

 

Por Malu Ayres
A gente revolta.
Transforma dor em indignação, rapinho.
O tablet do Arthur ainda tá com Moro.
O avô, pro Arthur, Moro não devolve mais.
Dos 4 aos 7 anos, a vida de Arthur foi invadida, de forma leviana, rasteira, abusiva e violenta.
Era manhã quando os netos de Lula foram acordados com as portas arrombadas, barulho e homens armados vasculhando seus brinquedos, a mando de Moro.
No ano seguinte, perde a avó. Um ano depois, seu avô é levado preso, pra bem longe dele. Onze meses depois, Arthur entra no hospital 7h20 e falece 12H11.
O velório, a saída de Lula, todas estas discussões vão voltar.
A dor se transforma em ato politico. O ato político de todo o ser humano lutar pela vida, liberdade e dignidade.
Em respeito à dor de Lula, o ato político pela sua liberdade é manifestação de luto legítimo.
Em respeito à dor da família de Lula, todo o apoio do povo será um sincero ato político.
Toda ajuda humanitária pela liberdade imediata de Lula será bem-vinda.