O ministro Sergio Moro aproveitou sua viagem para Curitiba nesta sexta-feira, onde deu uma palestra, para ir à Superintendência da Polícia Federal do Paraná. Lá, teve uma reunião a portas fechadas com o chefe de corporação no Estado, o delegado Luciano Flores.

Plantão Brasil – Essa foi a primeira vez que Moro foi ao local desde que deixou de ser juiz da Lava-Jato. O compromisso não constava na agenda do ministro até o fim desta tarde. A pessoas próximas, Moro disse que foi ao local fazer “uma visita técnica”.

Flores assumiu o posto quando Maurício Valeixo aceitou o convite de Moro para se tornar diretor-geral da PF. Hoje, porém, Valeixo deve deixar a chefia do órgão por interferência do presidente Jair Bolsonaro, e ainda tem futuro incerto.

A POUCOS METROS DE LULA E GLEISI

A reunião de Moro com o superintendente aconteceu a poucos metros da cela onde o ex-presidente Lula está preso. Quando o ministro subiu para o quarto andar, onde se encontrou com Flores, quase deu de cara com a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), que visitava o líder petista no mesmo horário. Lula fica detido no quinto andar do prédio da PF.