Nossas Forças Armadas tem know how e competência para agir em Brumadinho.

Desconheço o trabalho dos militares israelenses, nesse caso. Mas gostaria muito de saber quanto vai custar esse carnaval.

Porque, depois da patacoada sobre Jerusalém e, agora, a entrada de uma força estrangeira no Brasil, sem autorização do Congresso Nacional, começamos a pisar na areia movediça do Oriente Médio, de graça.

Com o Estado Islâmico na cola.

Por  Leandro Fortes, jornalista e integrante da Rede de Jornalistas pela Democracia

…………………………………………………………..

NASSIF: BRASIL ATUA COMO VIRA-LATA AO PEDIR AJUDA A ISRAEL

Brasil 247 “Quem precisa de ajuda humanitária e o Haiti, países da África. Não a sétima economia do mundo.

Aí é levar o complexo de vira-lata ao extremo”, diz o jornalista Luis Nassif, ao comentar a vinda de soldados israelenses a Brumadinho (MG).

O ‘pitbull’ de Jair Bolsonaro, seu filho Carlos, reagiu dizendo que Nassif estaria espalhando fake news.”Infelizmente, o padrão da maioria do jornalismo brasileiro. Jornalista ataca o Presidente que não lhe agrada, criando notícia falsa sobre ajuda de militares comprovada facilmente no  e em outros ,além de inacreditavelmente criticar ajuda humanitária de outro país!”, afirmou.