O deputado estadual Michele Caputo (PSDB) foi à Brasília (DF), nesta terça-feira (19), para discutir novos investimentos e apresentar propostas para fortalecer a rede pública de saúde do Paraná. Em audiência com o Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, Caputo também fez questão de tratar sobre demandas específicas do Sistema de Saúde de Curitiba, bem como projetos que ampliarão a retaguarda de atendimento na capital e na Região Metropolitana.
“Como legítimo defensor da causa da Saúde, vou sempre lutar por melhorias na rede SUS em todo o Paraná. Por isso, precisamos do apoio do governo federal, sobretudo para ampliar o número de leitos disponíveis em nosso Estado”, destacou o deputado, que já foi secretário de Saúde de Curitiba e do Paraná por duas vezes.
Acompanhado do deputado federal e vice-líder do governo no Congresso Nacional, Pedro Lupion (DEM), Caputo ressaltou ainda a importância do credenciamento e habilitação de serviços de saúde que atendem ao SUS. Muitas vezes um leito é aberto, mas não recebe remuneração imediata por parte do SUS. Isso gera uma despesa extra ao Estado, que assume o custeio do serviço – atribuição esta que seria da União.
“Temos que valorizar mais o trabalho da filantropia na área da Saúde. No Paraná, mais de 50% dos atendimentos hospitalares são realizados em Santas Casas e Hospitais Filantrópicos. Por conta disso, como secretário de Estado da Saúde, criei o HospSUS, um programa que destina incentivos financeiros à essas instituições que de fato atendem a população e salvam vidas”, declarou.
Durante a reunião, o ministro da Saúde afirmou que já existe um estudo para estabelecer uma nova política de fortalecimento e apoio aos hospitais filantrópicos. A lei federal deve tratar ainda sobre questões relacionadas aos critérios, metas e atribuições dos hospitais ligados à filantropia.
Para Michele Caputo, o encontro foi uma excelente oportunidade para conhecer as ideias do novo governo sobre o futuro da saúde pública no país. “Temos um ministro extremamente técnico, que entende do sistema e sabe dos desafios que precisam ser enfrentados. Acredito que estamso no caminho certo. Com diálogo e parcerias, teremos um saúde melhor no future”, avaliou o deputado, que também é vice-presidente da Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa do Paraná.

Na comitiva também estavam a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, e o ex-deputado federal e atual assessor especial da Casa Civil do governo federal, Aberlardo Lupion.