O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, atendeu à decisão do presidente do PSL, Luciano Bivar, que suspendeu 12 deputados ‘bolsonaristas’ do partido por um período de 1 ano, incluindo Eduardo Bolsonaro. Maia mandou afastar os parlamentares de qualquer função partidária

247 –  O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, atendeu à decisão do presidente do PSL, Luciano Bivar, que suspendeu 12 deputados ‘bolsonaristas’ do partido por um período de 1 ano. A informação é do Portal Crusoé.

O presidente da Câmara mandou afastar os parlamentares de qualquer função partidária na Casa.

Além dele, também foram alvo da sanção Bibo Nunes,  Carlos Jordy, Carol de Toni, Daniel Silveira, General Girão, Filipe Barros, Cabo Junio Amaral, Hélio Lopes, Márcio Labre, Sanderson e Vitor Hugo, atual líder do governo na Câmara.

Com a decisão do afastamento, a bancada do PSL na Câmara diminui de 53 para 41 deputados.