Lurian Lula da Silva recebeu o prêmio em nome de seu pai – Foto: Brado/NYC

O ex-presidente foi premiado na cidade que não aceitou receber o evento que deveria homenagear Jair Bolsonaro

Revista Forum – Respeitado no mundo inteiro, o ex-presidente Lula foi homenageado com o título de “Personalidade do Ano/Brado”, em cerimônia realizada em Nova Iorque (EUA), nesta quinta-feira. Lurian Lula da Silva, filha do ex-presidente, recebeu o prêmio em nome do pai.

Lula foi premiado na cidade que não aceitou receber o evento que deveria homenagear Jair Bolsonaro.

A iniciativa foi do coletivo Brazilian Resistance Against Democracy Overthrow (Resistência Brasileira contra a Derrubada da Democracia).

De acordo com os organizadores, “Lula não apenas transformou o Brasil em um poderoso agente global, mas também avançou em políticas importantes que visam aumentar a diversidade e a inclusão, e proteger o meio ambiente e os direitos humanos. Ele colocou o Brasil na direção certa: o caminho do amor, do respeito, da justiça social e da paz”.

Mensagem

Marcaram presença na cerimônia os jornalistas Breno Altman e Juca Kfouri e as ativistas Lucy Quesada e Claudia de La Cruz. O ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, escreveu uma mensagem, lida por Quesada no evento.

“Lula do Brasil estendeu a mão para os povos pequenos e esquecidos pelo mundo, como Honduras, na América Central. E quando aqui o império do mal rompeu os laços da fraternidade, Lula abriu as portas do seu coração e da embaixada brasileira como um refúgio da paz e do amor. Isso o povo hondurenho nunca vai esquecer”, escreveu.