O deputado Luciano Ducci (PSB-PR) votou  pela aprovação, na Comissão de Seguridade Social e Família, do projeto de lei que dispõe da obrigatoriedade do SUS realizar imediatamente cirurgia plástica reparadora nos casos de câncer de mama.

“O Instituto Nacional de Câncer informa que a neoplasia de mama é o tipo de câncer mais comum e a estimativa é de cerca de 57 mil novas ocorrências e 14 mil mortes anuais somente no Brasil”, adianta Ducci a respeito do parecer da relatora do projeto, a deputada Laura Carneiro (DEM-RJ).  O projeto segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Segundo Luciano Ducci, apesar das diversas alternativas ao tratamento do câncer de mama, quando ele é detectado em estágio adiantado, o recurso que resta é mastectomia, o que causa algum tipo de sofrimento às mulheres acometidas pela doença. “A cirurgia reparadora é importante porque a mutilação da mama pode causar uma série de consequências psicológicas, físicas e sociais às mulheres”, argumenta Ducci, que é médico.

Os estudos apontam, segundo o deputado, que a reconstrução da mama contribui, em geral, para que as mulheres “reconquistem a autoestima e a sensação de completude, bem como as auxilia na recuperação da autoimagem e na superação do trauma do câncer, o que lhes proporciona maior segurança”.