Redação com Sputnik brasil

O Exército Nacional da Líbia, comandado pelo marechal Khalifa Haftar, destruiu um navio de bandeira turca que carregava munições e armamentos no porto de Trípoli, capital líbia.

Em declaração, as forças de Haftar disseram:

“Foi destruído um navio turco, carregado com armamentos e munições e atracado na manhã de hoje [18] no porto de Trípoli.”

O ataque se deu após o descarregamento de material bélico, assim como tanques e também soldados, ter sido reportado em Trípoli.

Por sua vez, a agência turca Anadolu noticiou que pelo menos 9 foguetes foram lançados contra a região do porto da cidade. O ato havia sido atribuído às forças de Haftar.

Ainda segundo a mídia, as explosões foram ouvidas em todos os bairros da capital.

A destruição do navio turco é uma resposta do Exército Nacional da Líbia ao envio de mercenários e terroristas ao país para salvar o governo fantoche da ONU. No momento em que o Exercito Nacional cercou o último reduto do governo fantoche integrado por terroristas, o presidente Erdogan da Turquia está enviando mercenários e mais terroristas para tentar mudar os rumos da política nacional líbia, favorecendo a Al Qaeda e os grupos terroristas que apoiam a Irmandade Muçulmana, movimento jihadista do presidente Erdogan.

Com a presença de mercenários enviados pela Turquia foram reportadas denúncias de estupros, roubos e assassinatos em bairros de Trípoli.