Brasil 247 – Segundo o Estado de São Paulo, juízes federais repudiaram nesta sexta-feira (21) a conduta do deputado federal eleito pelo partido de Jair Bolsonaro, o ‘condenado Alexandre Frota‘, que postou foto de Adriana Freisleben de Zanetti, juíza que o condenou por calúnia e injúria contra o deputado Jean Wyllys (PSOL) a picotar papeis durante 2 anos e 26 dias.

“Em nota pública, a principal entidade da classe em São Paulo, Ajufesp – sigla da associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul – , criticou Frota pelo gesto, ‘incentivando, direta ou indiretamente, a prática de injúrias e difamações pelos numerosos seguidores que acompanham a página do futuro parlamentar’”, informou a reportagem.

À Procuradoria da República, a magistrada relatou: “tomei conhecimento de diversas ofensas a minha honra em razão da postagem feita no Facebook pelo sr. Alexandre Frota de Andrade nos dias 18 e 19 de dezembro de 2018. Nesse contexto, o fato é muito grave”.