A Câmara Municipal de Curitiba entregou a José Roberto Borghetti o título de cidadão honorário da capital do Paraná. A homenagem foi proposta pela vereadora Maria Manfron (PP) e a cerimônia foi presidida pelo Professor Euler (PSD), em sessão solene no Palácio Rio Branco na noite de sexta-feira.

Formado em biologia, especialista em aquicultura, com mestrado no exterior, trabalhou na Usina Binacional de Itaipu e foi consultor para a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). Sua ligação com o meio ambiente motivou a realização da cerimônia no  Dia Mundial da Água.

Natural de Aratiba, no Rio Grande do Sul, José Roberto é irmão da ex-governadora Cida Borghetti, que esteve na cerimônia ao lado da filha, a deputada estadual Maria Victoria (PP).

“Sua contribuição para a defesa do Meio Ambiente o faz merecedor deste título. É muito merecido que você receba esse prêmio, que é a cidadania da capital”, afirmou Maria Manfron.

“O mais importante de quem recebe esta honraria é colocar desafios como meta”, disse José Roberto Borghetti que anunciou que planeja colocar-se como um articulador da sociedade civil, dos governos e dos setores produtivos em prol da recuperação do rio Iguaçu, cuja nascente fica na região de Curitiba, e corre, por 1.340 quilômetros, Paraná adentro, até formar as Cataratas do Iguaçu, em Foz. “Comecei o trabalho pela foz”, disse, referindo-se ao tempo de trabalho em Itaipu, “agora quero dedicar meus esforços para a nascente”.
Área de anexos