Blog do Esmael

Em uma escola do Paraná, a professora perguntou para Joãozinho quem era o presidente da República: ‘Jair Fora Bolsonarofessora…’, respondeu ele sem titubear.

Dito isso, o presidente Jair Bolsonaro –ou ‘Jair Fora Bolsonaro’, como chama Joãozinho– visita nesta sexta-feira (1º/10) o município de Maringá, no Paraná.

A cidade é governada pelo prefeito Ulisses Maia, do PSD, e, até recentemente, tinha o líder do governo [deputado Ricardo Barros, do PP] e da oposição [Enio Verri, do PT, que deixou o posto para o gaúcho Bohn Gass].

O governador do estado, Ratinho Junior, também do PSD, é um entusiasta de ‘Fora Bolsonaro’. Será presença certa na cerimônia de hoje e no palanque de reeleição do mandatário em 2022. Ratinho e Bolsonaro são parceiros de 15 novas praças de pedágio caro no Paraná.

Bolsonaro desembarcará às 14h no aeroporto regional de Maringá, onde será inaugurada uma obra de ampliação do terminal por volta das 16h.

Preocupados com a segurança presidencial, agentes do serviço secreto e das forças armadas estão na cidade do Noroeste paraense desde terça, dia 28 de setembro.

O presidente Bolsonaro foi vaiado nesta quinta (30/09) durante a visita a Belo Horizonte (MG). O medo dele é que a cena se repita e manche o ato comemorativo dos mil dias de governo.

Maringá fica a 436 km de Curitiba e tem 436 mil habitantes. É o terceiro mais populoso município do Paraná.

Em tempo: cerca de 21 partidos e dezenas de entidades dos movimentos populares sairão às ruas de todo país, neste sábado (02/10), pelo ‘Fora Bolsonaro’ e ‘impeachment já!’.

Leia também
Bolsonaro sofreu a ‘vaia dos mil dias’ em BH nesta quinta-feira