O Hospital do Trabalhador (HT), unidade do Governo do Estado em Curitiba, comemorou os 20 anos de funcionamento de seu pronto-socorro com a inauguração de um novo serviço de ressonância magnética. O evento nesta sexta-feira contou com a presença do secretário estadual da Saúde, Antônio Carlos Nardi, e do prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

“É gratificante comemorar o aniversário deste pronto-socorro que tem dado resultados concretos à população. Com a entrega da ressonância magnética, estamos comemorando o progresso do Hospital do Trabalhador e agradecemos o empenho da equipe multiprofissional que atua aqui”, disse o secretário Nardi.

O Governo do Estado investiu R$ 3 milhões para a aquisição do aparelho de ressonância magnética e R$ 1 milhão para a obra da sala que o abriga. O aparelho entra em funcionamento na próxima semana. Anteriormente, os pacientes que necessitavam do exame precisavam ser encaminhados a clínicas contratadas.

Segundo o diretor-geral do HT, Geci Labres de Souza Júnior, além de mais segurança e comodidade, com o novo aparelho será possível ampliar de 250 para 500 exames mensais e evitar filas para o procedimento. “O Hospital do Trabalhador faz parte de uma rede de atendimento e, além de atender a demanda de exames da própria unidade, poderemos ofertar exames para outras instituições da região”, afirmou Geci.

“Vim dizer muito obrigado a vocês, em nome da cidade”, disse o prefeito Rafael Greca à plateia formada principalmente por profissionais de saúde que trabalham no Hospital.

“O bem que é feito aqui merece ser comemorado. A cidade vê com muito entusiasmo e tem motivos de orgulho pelo Hospital do Trabalhador. Os R$ 4 milhões que o Governo do Estado investiu para implantar esta unidade vão aliviar o transporte dos pacientes e a fila do SUS Curitibano”, afirmou o prefeito.

CONVÊNIO – Durante a cerimônia houve ainda a renovação do convênio entre o Governo do Estado, a Prefeitura de Curitiba, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Fundação de Apoio da UFPR (Funpar). O Hospital do Trabalhador é estadual e tem gestão compartilhada. Segundo Nardi, essa é uma parceria em que todos ganham.

A secretária municipal de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, disse que quando a parceria começou era um desafio para todos os envolvidos. “Havia a necessidade de ampliar. Construímos uma parceria arrojada, foi uma inovação à época fazermos uma parceria tripartite que permitiu que chegássemos até aqui. Esse hospital é pujante, é a estrutura que mais atende trauma e emergência”, afirmou a secretária. O primeiro convênio foi assinado em 1997.

PRONTO-SOCORRO – O Pronto-Socorro foi inaugurado em 1998 para atender a região sul de Curitiba e em torno. Atualmente, é o maior pronto-socorro público do Estado, referência para a população de Curitiba e Região Metropolitana e de todo o Paraná. O hospital faz em torno de 230 mil atendimentos por ano, cerca de 1.500 cirurgias por mês e atende cerca de 300 novos pacientes por dia.

Com 222 leitos, sendo 40 de Unidade de Terapia Intensiva, a estrutura tem se consolidado como unidade de excelência na assistência ao trauma, como acidentes de trânsito, violência interpessoal, entre outras situações.

Além da assistência hospitalar, a unidade também realiza consultas e exames ambulatoriais, além de partos de gestantes de alto risco. É referência materno-infantil para a RMC, com equipe especializada e equipamentos de última geração para a gestação de alto risco.

Ainda é um hospital de ensino desde 2005, sendo campo de estágio de graduação e pós-graduação nas áreas de medicina, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional, farmácia, entre outras.

NOVA ESTRUTURA – O secretário Nardi também falou durante a cerimônia do investimento do Governo do Estado para a construção do Centro de Saúde da Mulher do Hospital do Trabalhador, no qual o Estado está investindo R$ 13,1 milhões na construção do prédio que abrigará a maternidade, serviços de ginecologia e obstetrícia, terapia intensiva pediátrica e neonatal, terapia intensiva adulta feminina, enfermarias, leitos de internação e ainda outros setores.

A obra está com 93% dos trabalhos concluídos e é a maior realizada na história do hospital desde sua inauguração, em 1947.

Em média, faz 250 partos, 80 cesáreas e mais de 1,6 mil atendimentos obstétricos ao mês. Todos estes indicadores serão ampliados após a inauguração do Centro de Saúde da Mulher.

PRESENÇAS – Também participaram da cerimônia de renovação do convênio, aniversário do pronto-socorro e inauguração do serviço de ressonância magnética Edson Tissot, que representou a UFPR; o diretor-superintendente da Funpar, João da Silva Dias; e o diretor de Administração e Finanças da Funpar, Enio Fabricio Ostrovski Ponczek; os vereadores Tito Zeglim e Luiz Braga Cortes e a vice-reitora da UTFPR, Vanessa Ishikawa Rassoto.