Fila de corpos em Necrotério do Rio

Do Globo:

A pandemia do coronavírus que ameaça colapsar o sistema público de saúde também tem afetado a capacidade das unidades da rede particular. Segundo a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), a média de ocupação total na rede filiada já é de 80%.

Já os hospitais públicos na cidade do Rio, somando as redes municipal, estadual e federal, chegaram a 92% de ocupação neste domingo quando o estado registrou 1.019 mortes e 11.139 casos confirmados da Covid-19. Para tentar solucionar – ou ao menos amenizar – o problema, um grupo de entidades lançou uma proposta para que as redes pública e privada trabalhem em conjunto.

— Hoje conseguimos absorver os pacientes, mas precisamos de todos os nossos recursos para dar conta. Estamos com mais de 90% de ocupação nas UTIs. A nossa taxa média de ocupação fica acima de 80% normalmente, porque nossos hospitais são de alta complexidade. O que percebemos é que, no início da pandemia, diminuíram muito as cirurgias eletivas, porque  tratamentos foram suspensos. Mas nos últimos 15 dias muitos desses pacientes voltaram a se internar, porque cirurgias antes eletivas passaram a ser emergenciais. Mas claro que o Covid-19 tem grande participação nessa lotação — afirma Leandro Tavares, vice-presidente médico da Rede D’or São Luiz, que possui 13 unidades no estado.

(…)