O prefeito Rafael Greca recebeu, nesta sexta-feira, representantes da Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento, Lazer e Similares (Feturismo) e a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Sindiabrabar). No encontro, o prefeito de Curitiba aprovou a criação do Boulevard Osório e outras propostas apresentadas pelas entidades.

“Tudo o que pode contribuir para melhorar Curitiba é bem vindo. É nossa intenção trazer as famílias de volta ao Centro”, disse Greca. “As iniciativas dos projetos gastronômicos e atividades que movimentem a região são bem-vindas”, completou. No entorno da Praça Osório há 28 novos estabelecimentos entre bares e restaurantes.

A Prefeitura vai contribuir com o projeto do Boulevard Osório, com apoio em eventos e melhorias no embelezamento, iluminação e segurança no entorno da Praça Osório, área de circulação coletiva no centro histórico da capital do Paraná. “Também apresentamos um projeto de prevenção e segurança em Curitiba”, explicou Fábio Aguayo, vice-presidente de Relações Governamentais e Institucionais da Feturismo e presidente do Sindiabrabar.

Os representantes das entidades aproveitaram a oportunidade para agradecer o prefeito pela sanção da Lei do Patrocínio do Carnaval, a captação do encontro do BRICs em Março, bem como a formulação de parceria público e privada entre entre a Prefeitura e as categorias de hospedagem, gastronomia e lazer.

“Também o anúncio da cartilha dos empreendedores da nossa categoria, que vai separar o joio do trigo daqueles que investem em um melhor atendimento, serviços, qualidade e que seguirem no mínimo cinco itens para funcionarem sem restrição nenhuma”, disse Aguayo. que completou: “Já aqueles que não seguirem as regras básicas, terão restrições de funcionamento”.

O projeto de segurança e prevenção, segundo Aguayo, vai ao encontro daquilo que desejam o governador Ratinho Junior e o ministro da Justiça, Sérgio Moro que eles querem implantar através de inteligência artificial. “Da nossa, parte só faltava saber se havia o interesse do município, o que prontamente o nosso alcaide concordou” disse.

“Agora é ajustar as pontas jurídicas da legalidade”, concluiu Aguayo. Participaram ainda da reunião o secretário municipal do Urbanismo, Julio Mazza, o arquiteto Gustavo Pinto e o empresário Luiz Gustavo de Campos.