Criticada nas redes sociais por não escalar negros para uma novela ambientada na Bahia, estado onde, segundo o IBGE, há uma população de quase 80% de pretos e pardos, a Globo resolveu jogar a “culpa” sobre as atrizes negras Taís Araújo e Camila Pitanga. Em nota oficial divulgada pelo jornalista Maurício Stycer, do UOL, a emissora diz: “na época da escalação de Segundo Sol discutiram-se nomes como o de Taís Araújo, que não poderia pois está em Mister Brau, e de Camila Pitanga, que não se sente pronta para voltar às novelas, depois do acidente que causou a morte de Domingos Montagner no final de Velho Chico”. Ou seja, a culpa é do negro por não ter negro na novela.

A Globo, cujo diretor-geral de jornalismo Ali Kamel publicou em livro que “não existe” racismo no Brasil, também prometeu “evoluir”. “Foi colocado que, de fato, ainda temos uma representatividade menor do que gostaríamos e vamos trabalhar para evoluir com essa questão”, disse, sobre reunião do elenco da novela cobrando um posicionamento da emissora noticiada pelo colunista Leo Dias, do jornal O Dia, e a princípio negada pela emissora.

Segundo Sol, que estreia no próximo dia 14 de maio, é estrelada pelos atores brancos Vladimir Brichta, Giovanna Antonelli e Adriana Esteves. Entre os 26 atores da trama, apenas três são negros. Questionada por Stycer em outra postagem, a Globo havia respondido que “não pauta suas obras pela cor da pele”. Nem pela realidade, a exemplo do “jornalismo” que pratica.

Um vídeo da página Salvador sua linda, você está barril está viralizando nas redes ao ironizar a novela escandinava da Globo passada na Bahia. Assista:

Olá, Salvador!!Vejam que vídeo massa pra fazer a gente refletir sobre a importância da representatividade.Uma novela que se passa em Salvador vai estrear e a opção que se fez foi de famílias brancas. Isso na cidade mais negra fora do continente africano. Assistam o vídeo…

Posted by Salvador Sua Linda, Você Tá Barril on Friday, May 4, 2018

Socialista Morena