Estudo do Dieese aponta que o ex-juiz condenado pela suprema corte destruiu 4,4 milhões de empregos e paralisou todos os investimentos do setor de óleo e gás no Brasil

247 – A presidente do Partido dos Trabalhadores, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), avalia que o ex-juiz parcial Sérgio Moro, declarado suspeito pela suprema corte brasileira, avalia que o político do Podemos é o maior responsável pela destruição de riqueza ocorrida no Brasil nos últimos anos. A seu favor, Gleisi conta com um estudo do Dieese que revela que Moro destruiu 4,4 milhões de empregos e paralisou R$ 172 bilhões em investimentos na economia brasileira. Além disso, sua atuação favoreceu o golpe de estado de 2016, que teve como objetivo central mudar a política de preços da Petrobrás, para empobrecer a sociedade brasileira e enriquecer acionistas privados, sobretudo internacionais, da empresa. Por isso mesmo, ela propõe um debate sobre economia com o candidato do Podemos. Confira:

A