Bateu o desespero na direita raivosa. O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, fez questão de se referir a Lula com muitos gritos, murros na mesa, além de pedir sua prisão perpétua.

A deputado federal Gleisi Hofmann (PT) rebateu nesta sexta-feira, 14, a declaração desequilibrada do general Augusto Heleno, que defendeu “prisão perpétua” para o ex-presidente Lula; “O general mostrou desprezo pela Constituição do Brasil, que não prevê tal pena para ninguém. Sua fala constitui clara ameaça ao Supremo Tribunal Federal, que está prestes a julgar a suspeição do ex-juiz Sergio Moro na ação em que condenou o ex-presidente, em conluio ilegal com a Força-Tarefa da Lava Jato”, disse Gleisi.