O governador Beto Richa recebeu em seu gabinete o Embaixador da França no Brasil, Lauren Bili, o consul geral da França em São Paulo, Brieuc Pont, consul honorário da França em Curitiba, Nadir Bosch, entre outros. Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

O governador Beto Richa recebeu, nesta quinta-feira, no Palácio Iguaçu, o embaixador da França no Brasil, Laurent Bili. Durante sua primeira visita oficial ao Paraná, o diplomata ressaltou a saúde financeira do estado e afirmou haver interesse de que mais empresas francesas estejam presentes no Paraná. Atualmente, 25 companhias francesas estão instaladas no Estado.

“Nós ficamos muito honrados em ter empresas como a Renault e a Aliança Francesa instaladas no Paraná, que contribuem para o desenvolvimento do Estado”, disse o governador Beto Richa.

“Há tempos eu queria visitar o Paraná, mas esperei para fazê-lo acompanhado. Hoje, estou aqui com uma delegação formada por 40 empresas francesas. Esta visita ao governador visa fazer um balanço da cooperação entre a França e o Paraná”, afirmou o embaixador francês.

Richa ressaltou os avanços obtidos pelo Paraná através dos ajustes fiscais promovidos pelo Governo do Estado e citou a elevação do rating nacional do Paraná pela agência de classificação de risco Fitch, no qual a nota de crédito do Paraná passou de AA (bra) para AA+ (bra), com perspectiva estável. Na prática, a nota significa queda na percepção de risco para investidores interessados em se instalar no Estado. “As medidas para o ajuste fiscal foram bem-sucedidas. Com isso o Paraná vive um bom momento”, afirmou o governador.

O grupo de 40 empresas francesas que acompanha o embaixador fará sua reunião anual na capital paranaense. Bili ressaltou que pretende incentivar novos negócios entre a França e o Estado. “Meu papel é fomentar, incentivar e mostrar o potencial que temos aqui aos empresários. Com toda essa equipe, vamos trabalhar para estreitar os nossos laços com o Paraná”, ressaltou Bili.

Durante o encontro, o embaixador citou também a parceria da Agência Francesa de Desenvolvimento com Curitiba, que trabalha para dar condições financeiras para que projetos de mobilidade urbana e de cidade inteligente possam ser postos em prática de forma mais rápida.

PRESENÇAS – Participaram do encontro o presidente da Copel, Antonio Sérgio de Souza Guetter, o Cônsul geral da França em São Paulo, Brieuc Pont, o ministro conselheiro para Assuntos Econômicos, Jean-Claude Bernard, o cônsul honorário da França em Curitiba, Nadir Bosch, o diretor da Aliança Francesa Curitiba, Bertrand Lacour e o estagiário da Escola Nacional da Administração Francesa, Anselme Mialon.

 

Agência Estadual de Notícias