Golpe fracassou, relata brasileiro que acompanha os acontecimentos na Venezuela

MINISTRO DA DEFESA DA VENEZUELA ANUNCIA DERROTA TOTAL DOS GOLPISTAS

Brasil 247 – O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, usou sua conta no Twitter nesta manhã para relatar que a tentativa de golpe do autoproclamado presidente venezuelano, Juan Guaidó, havia sido debelada. “O Exército Bolivariano apoia firmemente a Constituição e o poder legítimo. Todas as unidades militares colocadas em oito distritos relatam uma situação normal nos estados-maiores e nas bases, todos seguem seus comandantes”, escreveu Padrino.

No início da tarde, ele informou que o pequeno grupo de soldados que aderiu à tentativa de golpe teria disso enganado por Guaidó. “Este ato de violência foi derrotado. Quase todo esse grupo de uniformizados com armas, deixou o distribuidor e foi para a Plaza Altamira, reeditando o 2002”, ressaltou. O ministro da defesa disse, ainda, que a ação foi foi patrocinada do exterior.

“Uma guerra está sendo travada sobre a Venezuela com fatores imperiais, com o objetivo de derrubar um governo que é legítimo e eleito pelo povo”, denunciou.”Este ato estava olhando mortos (…) Responsabilizamos a liderança fascista por todo o derramamento de sangue, são anti-patrióticos e não merecem respeito dos venezuelanos, ou da FANB”, completou.

Ainda conforme Padrino, os militares venezuelanos rejeitam quaisquer apelos à rebelião, cujos organizadores tentam “encher o país com violência” e que “os líderes pseudopolíticos, que lideram esse movimento subversivo, usaram os militares e a polícia armada para criar pânico e terror”.

Antes das 6h, o deputado Juan Guaidó divulgou em seu Twitter um vídeo em que aparece ao lado de Leopoldo López, condenado à prisão domiciliar por incitação à violência, supostamente liderando um levante militar na Base Aérea de La Carlota, em Caracas. López fugiu da prisão domiciliar para se unir a Guaidó em mais uma fracassada tentativa de golpe na Venezuela. O comunicado dos oposicionistas de tomada da Base Aérea de La Carlota é mentira. A reunião de golpistas com Guaidó e Lópes acontece em Altamira, com apoio de mercenários, mas as forças militares já cercaram o local e estão enfrentando os golpistas.

Comandantes militares venezuelanos negaram a tomada da Base La Carlota e que os militares estejam dando apoio ao chamado do líder oposicionista Juan Guaidó para ir às ruas pela derrubada do regime na manhã desta terça-feira, 30.
https://www.youtube.com/watch?v=i47O1ggpQ4c
O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, afirmou em sua conta no Twitter que há normalidade nos quartéis e chamou de “golpista” a convocação de Guaidó. Padrino garantiu que a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) “se mantém firme em defesa da Constituição Nacional e de suas autoridades legítimas”. “Todas as unidades militares implantadas reportam normalidade em seus quartéis e bases militares”, escreveu.
“Rejeitamos este movimento golpista que pretende encher o país de violência. Os pseudolíderes políticos que se colocaram à frente deste movimento subversivo, utilizaram tropas e policiais com armas de guerra em uma via pública da cidade para criar confusão e terror”, afirmou .
https://www.youtube.com/watch?v=dsjuOdi6nEg
O ministro da Comunicação da Venezuela, Jorge Rodríguez, afirmou há pouco que o governo está “enfrentando e desativando um pequeno grupo de militares traidores que se posicionaram para promover um golpe de Estado”, escreveu no Twitter.
Os militares que acompanha Guaidó são mercenários e traidores da Pátria, “não passam de 20 e estão sendo devidamente cercados”, afirmou o ministro Rodríguez.
Países como a Rússia, China, Turquia, Irã, entre muitos outros, não reconhecem o oposicionista Juan Guaidó auto-proclamado presidente com o apoio dos EUA, Colômbia, Brasil e outros países submissos à política norte-americana.
Chavistas vão às ruas em Caracas em apoio a Maduro