Foto: Ricardo Marajó/FAS

A Fundação de Ação Social (FAS) atendeu até o final da manhã desta quinta-feira 102 famílias atingidas pelo temporal desta madrugada. Oitenta famílias moram na Regional Cajuru, a mais afetada pelas chuvas, e 32 na Regional Portão.

Todas estão recebendo colchões, cobertores e roupas entregues, principalmente, nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) Acrópole e União Ferroviária. A maioria delas teve as casas destelhadas.

Na Regional Cajuru dois irmãos, de 18 e 24 anos, ficaram feridos após o desmoronamento de um cômodo da casa onde moram, na Rua Ivo Tonelli, 316, no Jardim União, Uberaba. Eles estão internados no Hospital Universitário Cajuru.

A equipe da FAS esteve no local pela manhã para atender a família, que vive em extrema pobreza. Um casal, cuja mulher está grávida, e uma criança de 5 anos foram abrigados na casa de parentes.

Na Regional Portão foram registrados destelhamentos e alagamentos de casas, principalmente na Vila Portelinha, onde 15 famílias foram atendidas pela FAS na Associação Amigos do Portelinha. No Parolin, foram atendidas quatro famílias e no Campo Comprido, outras três.

Todas receberam colchões, cobertores e roupas do estoque regional de Defesa Civil. Algumas famílias precisarão de móveis que serão solicitados ao Disque Solidariedade, logo após o atendimento emergencial.

No Cras Fazendinha, ainda na Regional Portão, o atendimento será parcial nesta tarde devido à queda de parte do telhado da unidade e dos equipamentos que foram molhados.

Técnicos da FAS percorreram várias regiões da cidade, desde as primeiras horas da manhã, para atender famílias que pudessem ter sido atingidas pelo temporal. Nas demais regionais não foram registradas situações emergencias que exigissem o atendimento da assistência social.