O ex-presidente do Paraguai, Horacio Cartes, considerado um dos maiores contrabandistas de cigarros do mundo, pode vir a ser caçado pela Interpol.

Nesta terça-feira foi deflagrada uma operação que é um desdobramento da ‘Câmbio, Desligo’ que prendeu sionista Dario Messer, conhecido como o doleiro dos doleiros, em julho.

O ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes é alvo de mandado de prisão preventiva em desdobramento da Lava Jato que ocorre nesta terça-feira (19).

A suspeita é que ele tenha ajudado na fuga de Dario Messer, considerado o doleiro dos doleiros, de quem era amigo pessoal e sócio em fazendas no Paraguai.

A decisão é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal fluminense, e Cartes terá o nome inserido na difusão vermelha da Interpol.