O Estado repassou mais R$ 10,7 milhões para reforçar a estrutura de atendimento de saúde em 62 municípios paranaenses. Os recursos liberados pelo governador Beto Richa nesta semana já estão na conta das prefeituras e podem ser utilizados na compra de veículos para o transporte de pacientes, além de equipamentos de fisioterapia.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, os investimentos demonstram a atenção do Governo do Paraná aos municípios. “Somos um governo municipalista, que mantém diálogo aberto com os prefeitos e secretários municipais de saúde. Por isso, sabemos das necessidades de cada município e priorizamos os investimentos nas áreas em que a população mais precisa”, disse.

Este é mais um lote dos repasses fundo a fundo, sem a necessidade de convênio. Nesta modalidade de transferência de recursos fica a cargo das prefeituras a realização do processo licitatório. “Com isso, o gestor municipal tem a liberdade de adquirir o veículo ou tipo de equipamento que mais se adéqua a sua realidade”, detalha o secretário.

Ampliação da frota – 
Na área de transporte de pacientes, há repasses de R$ 120 mil, R$ 240 mil ou R$ 450 mil, dependendo da demanda apresentada. Desta forma, é possível que a prefeitura compre ambulâncias, automóveis, caminhonetes, vans, micro-ônibus e até ônibus grandes, de 40 lugares.

Caputo Neto explica ainda que este tipo de iniciativa contribui para a renovação e ampliação da frota de uso exclusivo da saúde nos municípios. “O objetivo é garantir mais conforto e segurança aos pacientes. Muitos precisam se deslocar em busca de consultas, exames, cirurgias e tratamento especializado fora de seus municípios de origem. Por isso, temos o dever de oferecer um transporte digno a eles”, relatou.

Nesta etapa, pelo menos 56 prefeituras foram contempladas com recursos do incentivo para melhorar a qualidade do transporte sanitário. Ao todo, R$ 10,4 milhões foram destinados para este fim. Além disso, foi repassado também mais R$ 360 mil para aquisição de equipamentos de fisioterapia, beneficiando nove cidades.