Com a proposta de ampliar e fortalecer as atividades de contraturno disponibilizadas nas comunidades, a Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) já formalizou neste ano convênio do programa Escola + Esporte = 10 (EE10) com 35 entidades sociais e esportivas. Este número representa um aumento de 59% em relação a 2016.

“O trabalho em parceria com as entidades permite maior capilaridade de atendimento social nas comunidades e abre vagas para que mais crianças e adolescentes comecem a praticar atividades físicas e saudáveis”, destacou o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.

Os convênios firmados com as 35 entidades contribuem para o desenvolvimento de atividades de 196 turmas em 17 modalidades diferentes, que geram 3.472 vagas para crianças e adolescentes no período de contraturno.

Benefícios

O convênio do programa EE10 garante o repasse de kits de equipamentos esportivos de acordo com o plano de trabalho da entidade e variam conforme as modalidades, abrangência e projetos. Os materiais podem incluir bolas, redes, bombas/bicos, apitos, raquetes, entre outros, que irão reforçar o desenvolvimento das atividades para a população. 

A presidente da Associação de Moradores do Conjunto Oswaldo Cruz II, Joana Alice, destacou que os convênios valorizam o trabalho das entidades. “Fico feliz de ver o esforço do prefeito Rafael Greca para reaproximar e fortalecer o trabalho promovido pelas entidades, que não encontraram apoio na última gestão.”

Além do repasse de materiais, o convênio possibilita as entidades participação em torneios e festivais promovidos pela Smelj, bem como apoio técnico para o desenvolvimento de suas atividades e inscrições em palestras e capacitações para voluntários.

“Essa é a primeira vez que formalizamos convênio na área do esporte e será um suporte muito bem-vindo, pois representa uma economia para a entidade e melhoria na estrutura e serviços que ofertamos”, disse Priscila Simioni, da ONG Minha Vida Mudou.

Como participar

Entidades que tenham interesse em formalizar convênio precisam indicar espaço físico para desenvolvimento das atividades, apresentar plano de trabalho, estar com a documentação em dia (para verificar a lista acessehttp://multimidia.curitiba.pr.gov.br/2017/00202309.pdf) e desenvolver projetos de forma gratuita para a comunidade.