Candidato à presidência da República pelo MDB, Henrique Meirelles prometeu na noite desta quarta-feira (26) fazer uma política para a educação brasileira baseada na competência. A afirmação foi dada durante debate realizado pelo SBT, em parceria com o portal UOL e a Folha de S. Paulo.

De acordo com Meirelles, o primeiro passo para melhorar a educação no Brasil é conduzir uma política econômica eficiente.

“A primeira coisa que eu vou fazer é conduzir uma política econômica correta, adequada, e o Brasil vai crescer muito. O Brasil não só vai criar 10 milhões de empregos, mas o Brasil vai fazer mais: vai aumentar a arrecadação e aí nós vamos poder, sim, criar mais universidades e melhorar a qualidade do ensino.”

Em outro momento do debate, Henrique Meirelles lembrou que é preciso pensar em políticas para a educação que sejam centradas no melhor desempenho dos alunos.

“Nós vamos aumentar a qualidade, investindo fortemente, e melhorando a qualidade dos professores. E demanda de desempenho. É importante que o estudante exerça o seu direito de aprender. Não apenas o direito de passar de ano. E, em relação ao Prouni, nós vamos estender, também, o Prouni para as creches. Para que as mães e os pais possam trabalhar quando for necessário, deixando as crianças nas creches.”

Uma das propostas de governo de Henrique Meirelles é, justamente, estender o Prouni para as creches. Trata-se do programa Pró-Criança. O emedebista garante que a iniciativa vai aumentar a geração de empregos no Brasil. A ideia é permitir que pais – que normalmente não trabalham porque precisam cuidar dos filhos – consigam emprego, enquanto incentivam, desde cedo, a educação e socialização das crianças.

Foto: Sérgio Dutti