Um estudante da UFPR foi brutalmente agredido nesta terça-feira (9) por apoiadores do candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro; segundo informações do DCE da UFPR, o estudante sofreu lesões na cabeça causadas por inúmeras garrafas de vidro quebradas pelos agressores; “Além disso, houve depredação à Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC), que teve vidros quebrados. A justificativa da agressão foi o uso de um boné do MST pelo estudante”, diz o DCE em nota; mais cedo, Bolsonaro lavou as mãos sobre os casos de violência de seus apoiadores e disse “não ter controle” sobre eles

Brasil 247 Um estudante da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi brutalmente agredido nesta terça-feira (9) por apoiadores do candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro.

Segundo informações do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFPR, o estudante sofreu lesões na cabeça causadas por inúmeras garrafas de vidro quebradas pelos agressores.

“Além disso, houve depredação à Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC), que teve vidros quebrados. A justificativa da agressão foi o uso de um boné do MST pelo estudante”, diz o DCE em nota.

Leia, abaixo, o texto na íntegra, publicado no Facebook:

URGENTE!

Estudante da UFPR acaba de ser brutalmente violentado em frente à Universidade por membros de uma torcida organizada aos gritos de “Aqui é Bolsonaro!”.

O estudante sofreu lesões na cabeça causadas por inúmeras garrafas de vidro quebradas pelos agressores. Além disso, houve depredação à Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC), que teve vidros quebrados.

A justificativa da agressão foi o uso de um boné do MST pelo estudante.

Resistiremos à barbárie, ao fascismo e à violência. Mais do que nunca, a democracia, o diálogo e a tolerância precisam prevalecer.

#ELENÃO #ELENUNCA #ELEJAMAIS