Em apoio ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), o dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, divulgou vídeo em que ameaça demitir 15.000 se ”esquerda” vencer. Segundo o empresário, o país irá “virar uma Venezuela” e promete repensar”o planejamento” da sua empresa nos próximos anos.

No vídeo, Hang ainda afirma que fez pesquisas em suas lojas para saber em quem os trabalhadores pretendem votar. De acordo com o empresário, 30% de seus colaboradores pretendem votar branco ou nulo. O empresário fez um alerta sobre a consequência do voto nulo e branco e ameaçou aqueles que não querem votar.

“Talvez a Havan não vá abrir mais lojas. E aí, se eu não abrir mais lojas ou se nós voltarmos para trás, você está preparado para sair da Havan? Você está preparado para ganhar a conta da Havan? Você que sonha em ser líder, gerente, crescer com a Havan, você já imaginou que tudo isso pode acabar no dia 7 de outubro e a Havan pode 1 dia fechar as portas e demitir os 15 mil colaboradores que vamos ter no final do ano?”, disse.

Assista ao vídeo em www.youtube.com

Poder 360

Nota da redação: A Justiça Federal condenou o empresário Luciano Hang, proprietário das lojas Havan, a 13 anos, nove meses e 12 dias de reclusão e ao pagamento de uma multa de R$ 1,245 milhão por crimes contra o sistema financeiro nacional e de lavagem de dinheiro. Ele recorre em liberdade. E agora deve responder por mais um crime: coação de empregados.