Nos últimos meses o canudo plástico se tornou tema dos principais noticiários. Vários estabelecimentos e cidades têm criado alternativas no uso do utensílio como solução para incentivar a população a diminuir o número de plásticos nos oceanos.

Segundo uma estimativa do Fórum Econômico Mundial, existem 150 milhões de toneladas métricas de plásticos nos oceanos e caso o consumo siga no mesmo ritmo dos números atuais os cientistas preveem que haverá mais plásticos do que peixes nos oceanos até 2050.

Diante desse cenário, empresas como Starbucks, McDonald’s e Burger King anunciaram a retirada dos canudos de seus estabelecimentos ou substituíram por outros de fontes biodegradáveis.

Já as prefeituras começaram a criar leis como forma de diminuir o uso do produto e incentivar a população para uma educação ambiental. O Rio de Janeiro foi a capital pioneira na proibição e desde setembro já está multando os estabelecimentos que não cumprem com a legislação.

Em seguida a cidade de Santos também aderiu a causa e proibiu a comercialização e distribuição dos canudos na cidade a partir de janeiro de 2019. Depois disso, várias outras cidades começaram a colocar a pauta na discussão nas câmaras de vereadores das principais cidades do país.

Pensando nisso, o Cidades Inteligentes fez um levantamento de quantas cidades já proibiram o produto e quais aquelas onde o tema já está em discussão entre os vereadores e deputados estaduais.

No mapa você pode saber quais são as cidades que já proibiram (vermelho), quais já foram aprovadas na câmara de vereadores e faltam ser sancionadas pelos prefeitos (amarelo) e quais estão em discussão (verde).

Essa lista pode sofrer alterações e foi realizada a partir de noticiários de todo o país.

Cidades Inteligentes

<iframe src=”https://www.google.com/maps/d/embed?mid=1fT701hrTgbKB9xW5TCKeSZUfOlg5RzHF” width=”640″ height=”480″></iframe>

https://www.google.com/maps/d/viewer?mid=1fT701hrTgbKB9xW5TCKeSZUfOlg5RzHF&ll=-18.174121092386194%2C-46.22431155000004&z=5