A reprodução de um discurso em que o ex-ministro Teori Zavascki critica publicamente o comportamento de Sérgio Moro, sem citar o então juiz federal, voltou a bombar nas redes sociais.

Zavascki, que morreu em um acidente aéreo em janeiro de 2017, traça o perfil de como não ser um juiz — que se encaixa perfeitamente em algumas ações do juiz chefe da Lava Jato.

A revelação do site Intercept Brasil, de que Moro escreveu em uma mensagem In Fux We Trust, em abril de 2016, a respeito de outro ministro do STF, Luiz Fux, fez ressurgirem as especulações de que Teori foi na verdade assassinado.

A troca de mensagens sobre Fux aconteceu 30 dias depois da fala de Teori.

“Não tenho como não pensar que não mandaram matar o meu pai!”, já afirmou o filho do próprio Teori, um ano depois da morte do pai.

Teori era o relator da Lava Jato na Corte e foi substituído por um ministro muito mais maleável em relação a Moro, Edson Fachin.

A investigação oficial concluiu que o acidente foi causado por uma combinação de mau tempo e desorientação do piloto.