Rede Brasil Atual – Em diversas capitais brasileiras e cidades de 15 países, manifestações pela libertação do ex-presidente e em defesa da democracia denunciarão o caráter político de sua prisão no próximo dia 7 de abril.

prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completa um ano, no próximo domingo (7). Atos e manifestações denunciarão o caráter político da prisão do ex-presidente e serão realizadas em todo o país (programação abaixo). As mobilizações vão até o dia 10 e fazem parte da Jornada Internacional Lula Livre.

O calendário de mobilizações pela liberdade do ex-presidente e em defesa da democracia se inicia, na prática, já na sexta-feira (5), quando Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, inicia a caravana Lula Livre a partir de Porto Alegre, seguindo para Florianópolis no sábado (6), e chegando domingo a Curitiba, onde Lula está preso. Um grande ato será realizado próximo à sede da Polícia Federal na capital paranaense, onde Lula está preso.

“É domingo, dia 7! Todos às ruas para defender a liberdade de Lula! Em Curitiba, caravanas de todo o país chegam à Vigília Lula Livre para um grande ato contra a prisão sem provas do maior presidente da história do Brasil”, diz o texto de convocação do ato.

Confira a programação do dia 7

Maceió
Ato de rua
Local: Orla lagunar
Horário: 14h

Salvador
Bandeiraço – 9h – Viadutos de Salvador
Passeata Lula Livre – 15h – Campo Grande
Lula Livre – 16h – Estação da Lapa
Aula Pública 17h – Cajazeiras

Fortaleza
Bicicletada Lula Livre
Praia de Iracema – 10h

Distrito Federal
Ações de rua Dia 7 – São Sebastião, Planaltina, Paranoá e Taguatinga.
Ato Nacional Dia 10 – STF – 14h

Belém
Ato e caminhada Bairro Terra Firme

João Pessoa    
Ato inter-religioso/político e cultural
Parque da Lagoa – 15h

Curitiba
Atividades na Vigília Lula Livre
Local: Em frente a sede da Polícia Federal em Curitiba
Horário: 6h30 às 14h (ato às 11h)

Recife
Feijoada
Festival de Pipas Gigantes
Encontro de Blocos pela Democracia  (Armazém do Campo Recife – 11h)
Ato politico Cultural – Praça do Arsenal – 15h

Caetés (PE)
Vigília e Romaria Caetés, no sitio onde Lula nasceu (6h30 até 12h)

Rio de Janeiro
Festival Democracia e Justiça
Local: Orla de Copacabana
Horário: 15h

Natal
Bandeiraço Lula Livre
Local: Feirinha de Ponta Negra
Horário: 9h

Porto Alegre
Festival Lula Livre em Porto Alegre
Horário: 15h
Local: Memorial Prestes

São Paulo
Ato Lula Livre
Horário: 14h
Local: Av. Paulista – Praça do Ciclista

Palmas
Acampamento da Jornada Lula Livre

A programação no exterior

Comitê Lula Livre Madrid
Ato do Coletivo pelos Direitos no Brasil
Horário: 13h30
Plaza Tirso de Molina, Madri

Ato Mundial Lula Lula Livre Barcelona
Horário: 12h às 14h
Local: Cascada Del Parque De La Ciudadela, Barcelona

Comitê parisiense de Solidariedade a Lula
Ato pela liberdade de Lula
Horário: 15h às 18h
Local: Esplanada do Trocadéro, Paris

Deutsche Initiative Lula Livre
Ato Mundial pela liberdade de Lula
Horário: 15h às 17h
Local: Marienplatz – Munique

Deutsche Initiative Lula Livre
Kundgebung Freiheit für Lula (Ato Lula Livre)
Horário: 16h às 18h
Local: Herrmannplatz, 10967, Neukölln, Berlim

Lula Livre em Köln
Brasil em Debate Colônia
Horário: 13h às 15h
Local: Köln Domplatte, Colônia

Jornada Mundial Lula Livre/Marielle Presente
Deutsche Initiative Lula Livre
Horário: 15h às 18h
Local: Ecke Poststr/An der Suerst, Bonn

Deutsche Initiative Lula Livre
Zusammen für Lula Livre Hamburg
Horário: 11h às 12h
Local: Landungsbrücke, Hamburgo

Núcleo PT Lisboa
365 dias de injustiça
Horário: 16h
Local: Largo Luis de Camões , 1200-234, Lisboa

Vozes do Mundo
Ato por Lula Livre
Horário: 16h às 19h
Local: Praça 8 de Maio, 8, 3000-300, Coimbra

Comitê Lula Livre UK
FREE LULA ‘Free Lula London Tour’
Horário: 13h30
Local: Embaixada do Brasil em Londres

Rassemblement pour Lula
Comitê Lula Livre Genebra
Horário: 15h às 17h
Local: Place des Nations, 1202, Genebra

Coletivo Bologna per la Democrazia in Brasile
Ato Mundial Lula Livre
Horario: 17h
Local: Piazza Nettuno, 40123, Bolonha

Coletivo Amsterdam pela Democracia no Brasil

Ato Mundial Lula Livre
Horário: 14h
Local: Praca De Dam, Amsterdã

Pela Democracia, Lula Livre e pela vida de Marielle
Horário: 15h às 17h
Local: Jens Kofods Gade 1, st th, 1268 Embaixada do Brasil em Copenhague

Jornada Mundial Lula Livre Melbourne
Horário: 17h15 às 19h
Local: State Librabry of Victoria, 328 Swanston Street, Melbourne 3000 (AUS)

Lula Livre – Free Lula Saint Louis
Horário: 14h às 15h
6600 Delmar Blvd, University City, Mo 63130-4503 , Saint Louis

Acto por la liberdad de Lula da Silva
Coletivo Regina de Sena México Brasil contra o Golpe
Horário: 12h às 13h
Local: Ángel de la Independencia 06500 Cidade do México

Ato Mundial Lula Livre
Committe FreeLula Áustria
Horário: 15h às 18h
Local: Stephansplatz, em frente à Vigilkapelle da Stephansdom, Viena

‘Free Lula! For Democracy in Brazil’
Brazi Liberation Front – Manchester UK
Horário: 15h
Local: Picadilly Gardens, Manchester

Ato e Passeata Lula Livre
Comitê Lula Livre EUA/ Free Lula Committee USA
Horário: 14h
Local: Union Square & 14th Street, Nova York

………………………………………………

CARTA DE PROCURADORES AO EX-PRESIDENTE LULA

Curitiba, 04 de abril de 2019,
Ao senhor Luiz Inácio Lula da Silva
Respeito
Escrevemos esta carta para manifestar a você, primeiramente, respeito. Respeito por ter nascido num local simples, vindo de uma família pobre, obrigada a batalhar duro para sobreviver. Respeito por ter se retirado, ainda muito cedo, de sua terra natal, em busca de uma vida melhor. Respeito por representar os milhões de brasileiros que, durante a história, trilharam o mesmo caminho à procura de dignidade.
Respeito por ter tido que escolher o trabalho à custa dos estudos. Por ter sacrificado parte importante da vida para angariar alguns trocados – naquele momento, imprescindíveis. Respeito por ter iniciado, ainda quando adolescente, o exercício da profissão que o acompanharia por quase toda a vida. Respeito por mostrar – para quem quer e consegue enxergar – que a meritocracia é inexistente no Brasil (quantos companheiros tiveram o mesmo sucesso que você, não é mesmo?).
Respeito por ter perdido sua primeira esposa e filho de forma trágica. Respeito por sua intensa atividade sindical. Respeito por reafirmar o fato de que direitos hoje conquistados e absorvidos por ordenamentos jurídicos de todo o mundo somente se tornaram realidade em razão de muita luta, suor, sangue e lágrimas. Respeito por mostrar que a luta é parte integrante da evolução da humanidade.
Admiração
Expressamos também nossa admiração. Admiração por ter atuado no sindicato de um dos maiores polos industriais do Brasil. Admiração por ter sido eleito presidente da agremiação por duas vezes. Por ter participado, durante a ditadura militar, da organização de greves históricas e memoráveis. Por levar a luta a suas últimas consequências – até mesmo à prisão. Admiração por demonstrar que a prisão sempre foi e sempre será instrumento de controle da população.
Admiração por ter sido um dos fundadores daquele que viria a ser o maior partido do Brasil em número de filiados. Admiração por ter lutado pelo fim do período de exceção e integrado a frente suprapartidária formada com esse objetivo. Admiração por ter sido o deputado federal constituinte mais votado do país, e por ter feito parte do pacto que rege o Estado e a sociedade brasileira até os dias atuais – apesar dos constantes ataques contra seus principais pilares.
Admiração por ter se tornado, apesar de todo o preconceito, o primeiro presidente da República vindo da classe operária, reelegendo-se de forma inquestionável. Admiração por ter implantado – e isso é reconhecido internacionalmente – programas de distribuição de renda, de diminuição da desigualdade, de combate à fome e à pobreza, de incentivo à educação, à cultura e ao esporte. Admiração por ter procurado a conciliação de classes. Por ter acreditado na paz e na união como nortes.
Solidariedade
Por fim, necessário externar nossa solidariedade. Solidariedade por ter sido atingido pelo que entendemos ser equívocos jurídicos. Equívocos jurídicos como sua condução coercitiva ilegal e a divulgação ilegal de conversas particulares suas e de seus familiares (a ilegalidade dessas práticas foi reconhecida pelo STF). Solidariedade por ser um símbolo da injustiça que se pratica contra acusados e condenados negros e pobres do país, presos sem fundamento, em locais degradantes, sem culpa definitivamente reconhecida.
Solidariedade por ter perdido sua segunda esposa em meio à perseguição judicial e midiática levada a efeito contra sua família. Solidariedade por nos demonstrar que não podemos mais contemporizar com o processo penal do espetáculo, em que pessoas são expostas, acusadas, julgadas e condenadas sem o sagrado direito de defesa. Solidariedade por não poder estar com sua família durante o velório do seu irmão Vavá.
Solidariedade, por fim, por não mais ter seu querido Arthur. Por não poder ter ficado ao seu lado em seus últimos dias de vida. Arthur partiu cedo, mas talvez tenha sido dele a missão de frear o ódio, o rancor, o ressentimento e a violência jogada em nossas faces cada vez que entramos em redes virtuais e mesmo nas ruas. Seu sorriso marcante há de demonstrar que “a pureza da resposta das crianças” é um caminho que pode ser alcançado. E que não devemos parar de caminhar.
Afrânio Silva Jardim
Procurador de Justiça aposentado do Rio de Janeiro
Plínio Antonio Britto Gentil
Procurador de Justiça do Ministério Público de São Paulo
Jacson Rafael Campomizzi
Procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais
Margaret Matos de Carvalho
Procuradora Regional do Trabalho – Ministério Público do Trabalho
Jacson Luiz Zilio
Promotor de Justiça do Ministério Público do Paraná
Gustavo Roberto Costa
Promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo
…………………………………………………………………

ADIAMENTO DE JULGAMENTO NO STF COMPROVA PERSEGUIÇÃO A LULA

Brasil 247 Juristas criticaram a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de adiar, hoje (4), o julgamento das ações sobre a prisão em segunda instância. Para os magistrados, os constantes adiamentos da Justiça para julgar ações relacionadas ao ex-presidente são uma demonstração da morosidade para libertá-lo e comprovam que Lula sofre perseguição política. “A prisão de Lula é uma execução provisória. Infelizmente, vivemos num cenário em que o país não tem nenhuma segurança jurídica. Tudo muito improvisado”, afirmou o jurista Eugênio Aragão.

Leia abaixo o Boletim da Resistência Democrática:

Boletim 409 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 4/4/2019 – 363 dias de resistência – 20h50

1. O procurador aposentado do Ministério Público do Rio de Janeiro Afrânio Silva Jardim e o jornalista Juca Kfouri visitaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva hoje (4). Ambos disseram que, para o ex-presidente, a missão é não calar e não aceitar a arbitrariedade. Kfouri relatou que é impossível estar com Lula e não sair otimista, pois ele “só fala em projetos para o Brasil”. O procurador, por sua vez, destacou o caráter político e a “brutalidade” do injusto encarceramento de Lula, que completa um ano no domingo, 7. “Juridicamente, é um absurdo”, disse Jardim. Leia mais: https://pt.org.br/lula-a-missao-e-nao-calar-e-nao-aceitar-a-arbitrariedade/

2. Thiago Trindade Lula da Silva, um dos netos do ex-presidente, esteve na Vigília nesta quinta-feira e participou do “Boa Noite, Presidente Lula!”. “Estou aqui porque acredito no legado que ele construiu, em todas as políticas públicas. É isso que nos move. A gente quer continuar ganhando direitos, nunca perdê-los”, disse Thiago. Ele também agradeceu a persistência da Vigília e ressaltou o quanto a mobilização é importante para o seu avô: “ele sente a energia de todo mundo, o abraço, o carinho e tem esperança por causa de vocês”. Assista: https://bit.ly/2VoxObI

3. Juristas criticaram a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de adiar, hoje (4), o julgamento das ações sobre a prisão em segunda instância. Para os magistrados, os constantes adiamentos da Justiça para julgar ações relacionadas ao ex-presidente são uma demonstração da morosidade para libertá-lo e comprovam que Lula sofre perseguição política. “A prisão de Lula é uma execução provisória. Infelizmente, vivemos num cenário em que o país não tem nenhuma segurança jurídica. Tudo muito improvisado”, afirmou o jurista Eugênio Aragão. Leia mais: https://pt.org.br/juristas-criticam-morosidade-da-justica-em-libertar-lula/

4. A Caravana Lula Livre ocupa as ruas do Sul do país neste fim de semana em defesa da libertação do ex-presidente, da democracia e contra a retirada de direitos imposta por Jair Bolsonaro (PSL). O primeiro ato da comitiva é amanhã, em Porto Alegre; no sábado, estará em Florianópolis, e, no domingo, em Curitiba, num grande ato na Vigília Lula Livre. Um dos integrantes da caravana será Fernando Haddad. Saiba mais: https://pt.org.br/caravana-lula-livre-no-rio-grande-do-sul-questiona-retrocessos-de-bolsonaro/

5. A presidenta nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), acusa os membros da operação Lava Jato de cometerem quatro crimes: corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e organização criminosa. Para a deputada, “quem teria que estar preso não era Lula. Quem teria que estar preso é Deltan Dallagnol e Sérgio Moro, porque incidiram em crime. Ela reforçou o crime de corrupção passiva, artigo 317 do Código Penal, por terem entregue informações relevantes aos Estados Unidos e à Suíça, para prejudicar empresas brasileira e todo o Brasil. “E receberam por isso”, disse. Leia mais: https://pt.org.br/gleisi-acusa-lava-jato-de-corrupcao-e-formacao-de-quadrilha/

6. O Leilão Lula Livre, com 50 fotos de renomados fotógrafos brasileiros, todas autografadas por Lula, foi um sucesso. Ocorrido na quarta-feira à noite, em São Paulo e João Pessoa, o evento teve 2 mil participantes e arrecadou  R$ 623.900,00. As fotos são um resgate histórico- mostram toda a trajetória sindical e política de Lula nos últimos 40 anos – e também constituem uma manifestação contra sua injusta e arbitrária condenação. Lula é preso político há 363 dias. As fotos foram doadas pelos fotógrafos. Os recursos arrecadados serão destinados ao Instituto Lula. Leia mais: https://pt.org.br/leilao-resgata-mais-de-40-anos-da-historia-de-lula-em-defesa-do-povo/