Caravana de Motociclistas chama atenção em prol de prevenção do câncer. Curitiba, 13/10/2018 Foto:Cesar Brustolin/SMCS

Cerca de 1,5 mil motociclistas participaram, neste sábado (13/10), de um desfile do Outubro Rosa, promovido pelo Hard Rock Café Curitiba e pela concessionária The One Harley-Davidson, em prol do Hospital Erasto Gaertner. O prefeito Rafael Greca destacou a importância da mobilização. “Já é tradição, sempre que outubro se pinta de rosa, essa caravana de harleyros acontece em Curitiba. São visitantes de todas as partes do Brasil que fazem essa festa, que é um misto de turismo com mutirão de solidariedade e convenção esportiva. As crianças e os adultos atendidos pelo Erasto Gaertner agradecem entusiasmados por tanta solidariedade e carinho”, disse.

Esta é a 4ª vez que a cidade recebe o evento, que já se tornou tradicional no Brasil. O advogado Carlos Eduardo Biazetto participa todos os anos. “Tem gente de todo canto aqui em prol da causa, de Vitória, de Mato Grosso e da Bahia. É uma ação bonita que tem todo o ganho transferido para a causa (do tratamento) do câncer”, disse.

Todo o lucro do encontro será destinado à construção da ala infantil do Hospital Erasto Gaertner, chamada de Erastinho, que deve ficar pronto em 2020. O Erasto Gaertner é referência no tratamento de câncer no sul do Brasil. Em 2017, atendeu, em média, 32 mil pessoas por mês. Foram cerca de 1,7 milhão de procedimentos durante todo o ano.

O desfile passou por diversos pontos turísticos da cidade até Santa Felicidade, para um almoço no Restaurante Madalosso.

Câncer de mama

O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 25% dos novos casos, a cada ano, são de mama. A doença tem índice baixo antes dos 35 anos, porém, com o passar da idade, a taxa aumenta, principalmente após os 50 anos.

A prevenção envolve alimentação saudável, prática de atividade física regular e manutenção do peso ideal. A detecção precoce do câncer de mama pode ser feita pelo autoexame (com um centímetro de diâmetro, o tumor já é palpável) e também por mamografia.