Hoje, a partir das 17h30, os curitibanos vão se manifestar contra a devastação na Amazônia através de um ato público na Praça Dezenove de Dezembro.

O ato é organizado por estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR), coletivo CWB Resiste e outros movimentos ambientalistas.

A população está sendo convocada para manifestar apoio à Amazônia, tentando impedir a continuidade das queimadas generalizadas que também já trouxeram prejuízos a estados como São Paulo e Mato Grosso, quando uma extensa faixa de nuvens negras, provenientes das queimadas da Amazônia, transformaram o dia em noite na maior cidade do país, e poluiram as águas de centenas de cidades.

“Não existe floresta em pé se a gente ficar sentado(a)”, destaca a organização do ato.

“O projeto de extermínio tem nome: agronegócio e Bolsonaro. 1. Em março deste ano Bolsonaro cortou 50% do IBAMA para a construção do Prevfogo, um centro de prevenção de incêndios; 2. R$5,4 milhões a menos no ICMBio para fiscalização e combate a incêndio; (…) Por isso, em diversas cidades do Brasil iremos às ruas em defesa da Amazônia”, diz a descrição do evento nas redes sociais. Há um pedido para que os interessados compareçam vestidos de preto.

No sábado também haverá manifestação ligada à proteção da Amazônia no Largo da Ordem e na Praça Tiradentes. Será o “Ato Para Limpar as Ruas”.

A manifestação está sendo convocada no Facebook pede que os manifestantes levem “luvas e sacos de lixo”. A manifestação deve ocorrer entre 13h30 e 16h30, com concentração no Cavalo Babão, no Largo da Ordem.