Renan Calheiros, relator da CPI da Covid (Foto: Edilson Rodrigues)

CPI pretende que as conclusões da investigação da CPI provoquem a abertura de um processo de afastamento de Bolsonaro na Câmara, hoje obstruída pelo adesismo de Arthur Lira ao governo de extrema direita

247 – O senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou nesta terça-feira (14) que vai propor no seu relatório final da CPI da Covid mudanças na lei do impeachment.

O parlamentar pretende entregar o parecer até a semana que vem, no dia 23 ou 24.A intenção da cúpula da comissão é possibilitar que as conclusões da investigação da CPI provoquem a abertura de um processo de afastamento de Jair Bolsonaro na Câmara, informa O Estado de S.Paulo.

Hoje, a abertura de um processo de impeachment está obstruída pela aliança entre o chefe do Executivo e o presidente da Câmara, Arthur Lira.

Há 131 pedidos de impeachment na mesa do presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), mas o início do processo depende exclusivamente de uma decisão dele.